Notícias | Dia a dia
Embalada americana surpreende Venus nas quartas
28/03/2018 às 21h40

Atual 93ª do ranking, Danielle Collins venceu a primeira contra top 10

Foto: Divulgação

Miami (EUA) - A grande história de Danielle Collins no WTA Premier de Miami ganhou mais um capítulo nesta quarta-feira. Maior surpresa do torneio, a norte-americana de 24 anos e 93ª do ranking derrubou a número 8 do mundo Venus Williams por 6/2 e 6/3 para se garantir na semifinal da competição.

Collins iniciou o ano no 160º lugar do ranking. Por ter chegado às quartas ela já chegaria à 67ª posição. Agora semifinalista, a norte-americana garante 390 pontos além de outros 30 do qualificatório. Com isso, ela se aproxima de uma inédita chegada ao top 50. Depois de marcar sua primeira vitória contra top 10, ela desafia a quinta colocada letã Jelena Ostapenko por vaga na final.

Vinda do tênis universitário, em que foi duas vezes campeã nacional nos Estados Unidos, Collins passou a se destacar na elite do circuito na atual temporada. Ainda em janeiro, chegou à última rodada do quali no Australian Open e depois se destacou em torneios da série 125 da WTA nos EUA, que renderam-lhe um convite para Indian Wells. Na Califórnia, derrotou a top 15 Madison Keys. Já em Miami, onde precisou passar pelo quali, já havia eliminado Coco Vandeweghe e Monica Puig.

O começo de partida não foi bom para Venus, que foi quebrada em seu primeiro game de saque. A ex-número 1 do mundo cometia muitos erros não-forçados e logo se viu perdendo por 3/0. Além disso, a veterana de 37 não aproveitava as chances que tinha para devolver a quebra e seguia sendo ameaçada em seu serviço. Collins voltaria a quebrar no oitavo game e terminou a parcial com 11 erros contra 17 de Venus, que liderava a contagem de winners por 10 a 7.

Por mais que Venus tentasse variar as velocidades de golpes, a ex-líder do ranking encontrava uma adversária muito sólida do fundo de quadra. Collins conseguia mexer bastante a compatriota e construía muito bem os pontos para ter oportunidade de definir os pontos. A jovem de 24 anos começou o segundo set vencendo por 2/0, permitiu o empate, mas voltaria a quebrar no sexto game. Nos momentos decisivos, sobrou maturidade para a número 93 do mundo que foi firme no momento de sacar para o jogo e anotou a maior vitória da carreira.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis