Notícias | Dia a dia
Pigossi e Kurata avançam no ITF do Pinheiros
28/02/2018 às 18h06

Pigossi enfrentará agora campeã de Curitiba

Foto: Eric Visintainer

São Paulo (SP) - O tênis brasileiro já colocou duas representantes nas oitavas de final da chave de simples do Torneio Internacional de Tênis Feminino - Ano III, evento da categoria 'challenger' que conta pontos para o ranking mundial. Na tarde desta quarta-feira, as paulistas Laura Pigossi e Nathaly Kurata tiveram um ótimo dia e mais tarde Teliana Pereira tentará se juntar a elas em seu retorno às quadras.

Pigossi reagiu em grande estilo sobre a norueguesa Melanie Stokke e anotou as parciais de 1/6, 6/3 e 6/2, enquanto Kurata ganhou da experiente argentina Victoria Bosio, pelo placar de 7/6 (7-3) e 7/5. Elas terão agora partidas bem duras nesta quinta-feira: Pigossi terá pela frente a eslovena Tamara Zidansek, campeã de Curitiba no domingo, e Kurata enfrenta a colombiana e cabeça 1 Mariana Duque.

Depois de início tenso, Pigossi achou o caminho. "Ela começou bem e eu, muito nervosa por estar jogando em casa e contra uma menina que treina comigo lá na Espanha, ou seja, cada uma sabe o que a outra vai fazer. O jogo então fica muito mental. A chave foi aceitar a situação e tentar mudar", contou Pigossi. "Sabia que alguma hora eu ia achar meu jogo. Tentei entrar mais na quadra e ser agressiva, ir para cima. No final, me senti jogando em alto nível". A ideia é soltar os golpes contra Zidansek: "Jogamos uma vez há mais de dois anos, foi duro. Ela é muito intensa, mas sei que existem brechas para explorar. Responsabilidade enfim é toda dela, quero me soltar".

Convocada para a Fed Cup no começo do mês e eliminada na estreia de Curitiba, Kurata precisou disputar o qualificatório em São Paulo e acha que isso acabou sendo útil. "Vim de um quali duro, joguei bem no fim de semana e ganhei confiança. Os jogos contra Bosio são geralmente longos, então estava preparada. Feliz porque consegui jogar bem".

Já a paulista Thaisa Pedretti equilibrou os dois sets disputados contra a suíça e cabeça 3 Conny Perrin, mas caiu por 6/3 e 6/4 em seu primeiro jogo da temporada. "Sabia que ia ser duro, ela é muito experiente. Planejei muita coisa, mas não aproveitei algumas chances de quebra que apareceram e isso fez a diferença". Thaisa, que integra o Instituto Tênis, gostou dos novos aspectos técnicos e táticos do seu jogo. "Melhorei muito o saque e o forehand, me sinto mais agressiva, jogando perto da linha". Ela disputa agora as etapas de Campinas e São José dos Campos do Circuito Feminino Future de Tênis.

Nas outras partidas que completaram a primeira rodada, Duque teve trabalho para superar a paraguaia Camila Campiz, com parciais de 6/4, 4/6 e 6/1; a austríaca Barbara Haas saiu atrás mas reagiu e tirou a britânica Tara Moore, por 7/6 (7-4) e 6/4; e a francesa Fiona Ferro, finalista de Curitiba no domingo, superou a compatriota Alice Rame, 2/6, 7/6 (7-3) e 6/2.

O Torneio Internacional de Tênis Feminino - Ano III é apresentado pelo Itaú através da Lei de Incentivo ao Esporte/Ministério do Esporte/Governo Federal e tem o apoio da Seguros Unimed e Açúcar Guarani. A realização é do Instituto Esperança do Amanhã. A competição tem as chancelas da Federação Internacional de Tênis, da Confederação Brasileira de Tênis e da Federação Paulista de Tênis.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis