Notícias | Copa Davis
Presidente da ITF defende Copa Davis em 3 sets
15/02/2018 às 16h32

Haggerty quer competição mais atraente aos jovens

Foto: Divulgação

Madri (Espanha) - Mais uma vez o presidente da ITF, o norte-americano David Haggerty, tratou de defender mudanças na Copa Davis. Em entrevista ao jornal espanhol AS, ele destacou a importância de diminuir as partidas e os confrontos, enaltecendo as experiências feitas nas primeiras rodadas dos zonais.

"A Davis tem uma tradição e os grandes jogadores querem vencê-la. Estamos falando com eles e fazendo testes para jogar melhor de três sets ao invés de cinco, algo que aconteceu nas eliminatórias dos Grupos I e II", afirmou dirigente da entidade que comanda o tênis mundial.

"Outro ponto é jogar em dois dias, sexta-feira e sábado, ou sábado e domingo. Vamos ver como se desenrola e qual o tipo de resposta recebemos dos países se implementarmos tudo isso no Grupo Mundial", acrescentou Haggerty.

Ele fez questão de garantir que diminuir os duelos na Davis é uma prioridade. "Nos esforçamos para que isso aconteça. O conselho dos jogadores da ATP nos disse que seria bom que os jogos de simples fossem em três e os de duplas em cinco, talvez como melhor formato. Ainda estamos trabalhando nisso", comentou.

Além de reduzir os confrontos, para tentar atrair ainda mais as principais estrelas, Haggerty quer recuperar os pontos na ATP e planeja conversar com a entidade para conseguir que a Davis aconteça em momentos mais favoráveis e não em uma semana após um Grand Slam, como acontece depois do Australian Open.

"São as datas que a ATP nos deixa, mas o calendário é outra coisa que queremos revisar", falou o presidente da ITF, que aposta em todas essas mudanças para renovar o público da mais tradicional competição entre nações do tênis. "Os jovens não aguentam ficar vendo um confronto por seis ou sete horas ainda que as partidas sejam excelentes", finalizou.

Comentários