Notícias | Dia a dia | Australian Open
Filho do campeão de 1998 decide a chave juvenil
26/01/2018 às 16h02

Sebastian Korda é filho do ex-número 2 do mundo Petr Korda

Foto: Martin Sidorjak/ITF

Melbourne (Austrália) - Vinte anos depois do título de Petr Korda no Australian Open em 1998, outro nome da família pode entrar para a galeria de campeões do Grand Slam austaliano. O norte-americano de 17 anos Sebastian Korda, filho do tcheco que já foi número 2 do mundo, garantiu um lugar na final da chave juvenil.

Sétimo colocado no ranking mundial juvenil, Korda superou o sérvio Marko Miladinovic, número 2 em sua categoria, com parciais de 7/5, 5/7 e 6/4. Com a vaga na final, ele terá a oportunidade de jogar na Rod Laver Arena não antes da meia-noite (de Brasília) deste sábado. Seu adversário será o cabeça 6 taiwanês Chun Hsin Tseng que marcou as parciais de 6/3, 5/7 e 6/4 contra o britânico Aidan McHugh, jovem escocês que tem a carreira agenciada por Andy Murray.

"Com certeza, é um sentimento especial", disse Korda sobre a possibilidade de garantir mais um título de Grand Slam para sua família. "Meu pai completou 50 anos há alguns dias e disse a ele que levaria alguma coisa para seu aniversário. Espero que o troféu seja um bom presente", afirmou o jogador de 17 anos e que já tem 18 pontos no ranking da ATP, que o colocam no 842º lugar entre os tenistas profissionais.

Há também uma taiwanesa na final feminina. Cabeça de chave número 2, En Shuo Liang venceu a semifinal contra a italiana Elisabetta Cocciaretto por 6/4, 3/6 e 7/6 (7-5). Havia a possibilidade de uma final asiática, mas a chinesa Xinyu Wang não confirmou a condição de principal favorita no torneio e perdeu para a francesa Clara Burel por 2/6, 6/1 e 6/0. A final acontece também à meia-noite, mas na Margaret Court Arena.

Wang e Liang estão na final de duplas femininas e jogam neste sábado contra a suíça Lulu Sun e a papuásia Violet Apisah. Já a final de duplas masculinas aconteceu nesta sexta-feira e terminou com título dos franceses Hugo Gaston e Clement Tabur, que venceram os alemães Rudolf Molleker e Henri Squire por duplo 6/2.

Comentários