Notícias | Dia a dia | Australian Open
Edmund minimiza problema físico e celebra campanha
25/01/2018 às 13h59

Britânico fez seu melhor resultado em Grand Slam na carreira

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - O britânico Kyle Edmund minimizou o problema físico na região do quadril que comprometeu seu desempenho na semifinal do Australian Open e preferiu comemorar a boa campanha que fez em Melbourne. Aos 22 anos, o atual número 49 do mundo nunca havia chegado tão longe em um Grand Slam e deixa a Austrália bastante satisfeito com suas atuações.

"Eu termino essa semana com pensamento positivo", disse Edmund. "Este tipo de torneio só lhe dá vontade de querer mais. Depois sentir o gosto, é como se eu pensasse: 'Sim, eu quero mais disso'", disse Edmund após a derrota por 6/2, 7/6 (7-4) e 6/2 para o croata Marin Cilic nesta quinta-feira.

"É claro que estou decepcionado pela derrota, mas foram duas boas semanas. Chegar em uma semifinal de um Grand Slam definitivamente é algo de que eu posso me orgulhar e levar isso para frente. Pude também jogar algumas partidas na Rod Laver e vencer partidas difíceis contra grandes jogadores", explicou o britânico, que chegou a derrotar Grigor Dimitrov no torneio.

Senti alguma coisa, mas o que quer que seja, é lamentável que tenha acontecido", comentou o britânico, que pretende disputar o duelo contra a Espanha pela Copa Davis na semana que vem. "É difícil saber [se poderá atuar], na verdade. Mas, obviamente, quero jogar. O plano é sempre jogar".

Com vitórias em cinco sets sobre Kevin Anderson e Nikoloz Basilashvili durante a campanha, Edmund também destacou sua resistência para esse tipo de jogo. "Não há nada melhor do que ganhar um jogo de cinco sets. Os jogos em melhor-de-cinco devem permanecer sempre no circuito masculino. É um verdadeiro teste de qualidade e prova sua resistência física e mental".

Comentários