Notícias | Dia a dia | Australian Open
Kerber só levará coisas positivas da Austrália
25/01/2018 às 10h27

Campanha até a semifinal leva Kerber de volta ao top 10

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Apesar da eliminação Australian Open, Angelique Kerber só levará coisas positivas de seus primeiros torneios do ano. Depois de um 2017 abaixo de suas expectativas, a alemã começou a temporada com título em Sydney e uma campanha até a semifinal no primeiro Grand Slam do ano, além de ter vencido quatro jogos na Copa Hopman. Foram 14 vitórias e apenas uma derrota ao longo do mês de janeiro.

"Dei meu máximo hoje essa é sempre a coisa mais importante", disse Kerber após a derrota por 6/3, 4/6 e 9/7 para a romena Simona Halep na semifinal em Melbourne. "Tive dois match points, mas ela jogou muito bem e eu não pude fazer nada. Foi uma batalha no final e apenas um ou dois pontos que decidiram o jogo".

"Nos primeiros games eu não estava jogando o meu melhor e ela estava muito agressiva e disparando winners, mas eu sabia que talvez fosse um começo um pouquinho lento e que logo voltaria a jogar bem. Eu não estava pensando tanto no tempo ou no placar, apenas pensava no próximo ponto e no próximo game para ficar no jogo", comentou a alemã, que começou perdendo por 5/0 com menos de 15 minutos de partida.

"Olhando para tudo o que eu consegui nas últimas três semanas, não era tão ruim. Quem diria, há quatro ou cinco semanas, que eu venceria tantos jogos, conquistaria um título, chegaria à semifinal aqui e ainda teria a oportunidade de ganhar este jogo. Só vou levar coisas positivas das últimas semanas e estou ansiosa para a sequência do ano", avaliou a ex-líder do ranking, que começou a temporada no 21º lugar do ranking e voltará ao top 10 na próxima segunda-feira.

"Eu aprendi muito. Sei que estou de volta e que posso jogar de novo um bom tênis. Posso jogar partidas difíceis na frente de grandes públicos e lutar até o último ponto. Para mim, o mais importante é que eu estou de novo em quadra e estou lutando. Deixei meu coração lá e curti cada momento", complementou a canhota de 30 anos, que lutava para chegar à sua quarta decisão em Grand Slam.

Comentários