Notícias | Dia a dia | Australian Open
Wozniacki vence e volta à semi depois de 7 anos
23/01/2018 às 12h39

Wozniacki alcança sua sétima semifinal de Slam e tenta sua terceira final

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Sete anos depois de ter feito a melhor campanha de sua carreira no Australian Open, Caroline Wozniacki voltará a disputar uma semifinal em Melbourne. A dinamarquesa deu continuidade à sua ótima campanha ao vencer a espanhola Carla Suárez Navarro por 6/0, 6/7 (3-7) e 6/2 em 2h11 de partida.

Além de repetir seu melhor resultado no torneio, obtido ainda em 2011, Wozniacki garantiu vaga em sua sétima semifinal de Slam. Além das duas em Melbourne, a dinamarquesa de 27 anos chegou cinco vezes à penúltima rodada do US Open, onde foi vice-campeã em 2009 e 2014.

Em busca de 52ª final na elite do circuito feminino e da terceira em Grand Slam, Wozniacki enfrentará a 37ª colocada belga Elise Mertens. O único duelo anterior ocorreu em julho do ano passado, no saibro de Bastad, com vitória da dinamarquesa em três sets.

Número 2 do mundo, Wozniacki tem chance de voltar à liderança do ranking da WTA, posição que já ocupou por 67 semanas não-consecutivas entre outubro de 2010 e janeiro de 2012. Ela pode retomar o número 1 com o título ou ainda se for vice-campeã, desde que a romena Simona Halep não vença o torneio.

Uma eventual volta ao topo do ranking depois de seis anos faria de Wozniacki a jogadora com maior intervalo de tempo entre duas passagens pela liderança. Desde que o ranking foi instituído em 1975, o recorde atual pertence a Sernea Williams, que ficou cinco anos e 29 dias -entre agosto de 2003 e setembro de 2008- entre suas duas primeiras estadas no topo do ranking.

No encontro entre duas jogadoras que apostam na regularidade do fundo de quadra, Wozniacki foi superior em praticamente todos os aspectos. A dinamarquesa mandava na maioria dos pontos, conseguia fazer uma boa transição da defesa para o ataque e suportava a maioria das trocas mais longas. Ela também levava vantagem no lado mental do jogo, vencendo os pontos mais importantes e os games mais longos.

O primeiro set teve nove winners para cada lado, mas Wozniacki cometeu apenas três erros e ganhou 15 pontos de graça, além de quebrar três vezes a espanhola a enfrentar só um break point. A ex-número 1 terminaria a parcial com o dobro de pontos de sua adversária, 32 a 16.

Depois de confirmar o saque no começo do segundo set, Suárez ganhou confiança, errou menos, e tentou abrir mais a quadra com bolas cruzadas com seu backhand de uma mão. A espanhola foi a primeira a quebrar e chegou a liderar por 4/2. Ela poderia ampliar a vantagem quando teve mais um break point, mas Wozniacki disparou dois aces seguidos. A dinamarquesa voltou a mostar o tênis consistente da parcial anterior e teve um match point no décimo game, mas não conseguiu fechar e a espanhola foi superior no tiebreak.

O terceiro set foi abaixo das expectativas. Não faltou luta a Suárez Navarro, mas as condições físicas da espanhola, que sentia um incômodo nas costas, já não eram as ideais. Wozniacki só perdeu quatro pontos em seus games de saque e foi pouquíssimo ameaçada, além de quebrar duas vezes o serviço da espanhola. Passados cinquenta minutos desde seu primeiro match point, Wozniacki pôde enfim confirmar a classificação.

Comentários