Notícias | Dia a dia | Australian Open
Kerber e Sharapova projetam duelo equilibrado
18/01/2018 às 11h09

Kerber completou 30 anos e ganhou um bolo do diretor do torneio Craig Tiley

Foto: Divulgação

Melbourne (Austrália) - Únicas integrantes da chave feminina que já tiveram a oportunidade de conquistar o Australian Open, Angelique Kerber e Maria Sharapova irão se enfrentar no próximo sábado pela terceira rodada do Grand Slam australiano. A alemã e a russa têm um histórico equilibrado de confrontos e projetam mais uma partida difícil em Melbourne.

"Nós duas fizemos muitos bons jogos no passado e sei que tenho que jogar meu melhor tênis novamente", disse Kerber, que tem três vitórias e quatro derrotas contra Sharapova. "Acho que será uma boa partida, porque está jogando muito bem aqui. Mas tenho que pensar mais em mim, em como eu vou preparar e apenas fazer meu jogo desde o primeiro ponto".

"Eu me lembro que nós jogamos em Stuttgart e jogamos também em Wimbledon, em em uma partida muito dura, longa e de três sets. Foram muitos jogos equilibrados e difíceis e agora temos mais um pela frente. Estou ansiosa para jogar contra ela de novo", comentou a ex-líder e atual 16ª do ranking, que venceu os dois últimos duelos.

Aniversariante desta quinta-feira, Kerber completou 30 anos e refletiu sobre o atual momento de sua carreira. "Estou ficando mais velha. Quando eu acordei nesta manhã, eu disse para mim mesma: 'Ok, os vinte já se foram'", brincou a jogadora, que recebeu um bolo de aniversário e decidiu doá-lo aos jornalistas em Melbourne.

"Estou ansiosa para os 30. Além disso, estou me sentindo saudável, sinto que ainda posso jogar e gosto do meu tênis. Não penso muito sobre a idade, apenas em como eu estou sentindo. Ainda estou me sentindo jovem", completa a alemã que vem de uma vitória por 6/4 e 6/1 sobre a croata Donna Vekic.

Já Sharapova, também de 30 anos, está aos poucos retomando o caminho dos bons resultados. Depois de cumprido uma suspensão por quinze meses por doping, a russa havia retornado às quadras em abril do ano passado ainda longe de suas melhores condições físicas. No fim da última temporada e no início deste ano, a ex-número 1 já dá sinais de que pode voltar a lutar por melhores resultados.

"Eu sou cerca de 50 do mundo neste momento, então eu sei que vou enfrentar as cabeças de chave na primeira, segunda ou terceira rodada", disse Sharapova que aparece na 48ª colocação e vem de uma boa vitória por 6/1 e 7/6 (7-4) sobre a cabeça 14 letã Anastasija Sevastova. "Como já disse antes, aguardo com expectativa por essas partidas. Quero jogar contra adversárias que já foram campeãs de Grand Slam. Ela teve sucesso aqui, jogando nessas quadras e nessas condições. Quero ver o quanto estou perto desse nível".

Comentários