Notícias | Dia a dia | Australian Open
Bia desafia Pliskova e tenta vitória sobre top 10
17/01/2018 às 12h59

Bia pode conquistar a primeira vitória brasileira contra uma top 10 desde 1989

Foto: Arquivo

Melbourne (Austrália) - Responsável pela primeira vitória de uma brasileira no Australian Open desde 1965, Beatriz Haddad Maia pode voltar a escrever história nesta quinta-feira. Adversária da ex-número 1 e atual sexta colocada Karolina Pliskova, a jovem de 21 anos luta por sua primeira vitória contra top 10 na carreira e encerrar mais um longo jejum do tênis nacional.

Pliskova será a quarta tenista do top 10 que Bia enfrentará na carreira. No ano passado, a canhota paulista desafiou a então vice-líder do ranking Simona Halep, a sexta colocada Garbiñe Muguruza e a campeã de Roland Garros e então décima do ranking Jelena Ostapenko. Ela também fez um jogo contra Venus Williams, que estava na 12ª posição.

Diante da tcheca, Bia já traça a estratégia com o treinador German Gaich para tentar deixar a rival em posição desconfortável. "Tenho mais um jogo duro pela frente, mas vou jogar no meu padrão, fazer o que planejei com o German que é ser agressiva e mover bastante ela", analisou a número 1 do Brasil e 70ª do mundo. "Jogar solta e feliz, acreditando em todos os pontos".

A última vitória que uma brasileira venceu uma top 10 aconteceu em julho de 1989, quando Andrea Vieira derrotou a décima colocada Conchita Martinez no saibro francês de Arcachon. Dadá Vieira também detém a última vitória sobre top 5, ao derrotar a tcheca Helena Sukova, então número 5, em maio daquele mesmo ano em Hamburgo.

Bia também obteve um bom resultado na chave de duplas do Australian Open. Ela e a romena Sorana Cirstea estrearam vencendo a parceria formada pela russa Veronika Kudermetova e a bielorrussa Aryna Sabalenka por duplo 6/2 em apenas 54 minutos.

"Primeira vez que jogamos juntas e foi muito positivo. Conseguimos jogar bem, soltas, devolvemos muito bem e fiquei feliz com o resultado", disse a paulistana. Bia e Cirstea aguardam as próximas adversárias que podem ser polonesa Alicja Rosolska e a norte-americana Abigail Spears ou a francesa Alizé Cornet e britânica Heather Watson.

Comentários