Notícias | Dia a dia
Serena teve complicações pós-parto, diz técnico
07/01/2018 às 13h18

Mouratoglou deixou no ar dúvida sobre a volta de Serena

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - A decisão de Serena Williams não defender seu título do Australian Open dentro de uma semana foi motivada por complicações médicas após o parto, que adiaram seu retorno aos treinamentos. A informação foi dada pelo treinador Patrick Mouratoglou, que já previa dificuldades na tentativa de volta da multicampeã.

Em entrevista à ESPN americana, ele afirmou que Serena tomou a decisão certa ao desistir do Australian Open. "Nunca é uma decisão fácil pular um Grand Slam, ainda mais para ela, mas foi o correto", afirmou. "Depois que deu a luz, as coisas não foram tão tranquilas como se esperava, ela sofreu algumas complicações e essas coisas médicas atrasaram seu retorno aos treinamentos".

Serena deu à luz quatro meses atrás e foi vista em quadra algumas vezes. Chegou a viajar para Abu Dhabi e disputar uma exibição contra Jelena Ostapenko, mas foi derrotada no match-tiebreak.

"Ela sempre acha que pode achar um jeito (de competir), mesmo que não esteja totalmente pronta, e foi difícil para mim convencê-la disso", contou o técnico. "Então achei que seria bom ela disputar uma partida para ver exatamente em que estágio estaria e avaliar se daria mesmo para competir bem na Austrália sem ter a preparação que costuma fazer".

Moratoglou garante que Serena ainda sente desejo de retomar a carreira e ganhar títulos de peso, então acredita que a volta possa acontecer em Indian Wells ou Miami. "A vida pode mudar, mas o atleta, o competidor ainda é o mesmo. Não vejo diferença e Serena também pensa e age assim. Quando o assunto é o tênis, ela é exatamente a mesma de antes. Então não estou preocupado. Quando voltar, se voltar, será para vencer".

Com a perda dos pontos de Melbourne, Serena irá desaparecer do ranking, como já aconteceu em 2013, mas estará favorecida com a regra do 'ranking protegido' para se inscrever nas competições que quiser.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis