Notícias | Dia a dia
Teliana: 'Pensei em parar, mas foi momentâneo'
05/01/2018 às 08h00

Teliana completou 29 anos em julho passado

Foto: Arquivo
Felipe Priante

Afastada do circuito desde junho do ano passado, a pernambucana Teliana Pereira teve um segundo semestre sabático, em que procurou deixar o tênis um pouco de lado e focar em outros aspectos da vida pessoal. Um deles foi o casamento em outubro, com a tenista podendo concentrar todo o seu tempo para organizar a festa que celebrou sua união com o namorado de longa data Alexandre Zornig, seu companheiro há nove anos.

O período longe das competições parece ter feito muito bem à ex-número 1 do Brasil, que chegou a pensar em parar nestes meses em que se afastou. "Pensei sim, mas era momentâneo. Foi uma fase de muito amadurecimento", explicou Teliana em entrevista exclusiva a TenisBrasil. Agora, ela está pronta para encarar o desafio de mais uma temporada.

Campeã de dois torneios WTA em 2015, em Bogotá e Florianópolis, a pernambucana já retomou os treinos em Curitiba e tem como próxima parada a Espanha, onde fará a pré-temporada na Academia BTT, com o técnico brasileiro Leo Azevedo. "Como estou voltando gostaria de fazer algumas mudanças e tenho certeza que vou aprender bastante lá", declarou.

Feliz pelo retorno às quadras, Teliana terá um grande trabalho pela frente em busca de recuperar terreno no ranking. Depois de alcançar o 43º lugar em 2015, o melhor de sua carreira, ela atualmente ocupa a modesta 357ª colocação e vai começar a próxima temporada disputando torneios menores por causa do ranking

Veja tudo o que falou Teliana:

Você não joga desde o fim de junho, o que forçou sua ausência neste período?

Senti que precisava parar para descansar fisicamente e mentalmente. Tinha muitas dores no cotovelo e estava cansada de toda a rotina que o tênis me exigia. Simplesmente queria descansar a cabeça, dar um tempo no tênis.

A falta de resultados expressivos teve alguma influência neste tempo de afastamento?

É obvio que os resultados são importantes, mas não foi por isso que resolvi descansar. Queria sentir falta do tênis e principalmente da vida de tenista.

O que você tem feito neste período longe dos torneios?

Aproveitei para ficar bastante tempo com a minha família, amigos e organizei meu casamento. Esse tempo serviu de muito aprendizado.

Depois de brilhar em 2015, a temporada seguinte foi bem abaixo. Olhando para trás, hoje você consegue explicar o porquê da queda de rendimento?

Não existe um motivo, todos nós sabemos que a vida de um atleta é assim, 2016 foi um ano em que só joguei os grandes torneios. Nesse nível você precisa estar 100% todos os dias e no meu caso isso não aconteceu, joguei até julho com bastante dores. Estava jogando muito bem, mas as vitórias não vinham e todos os dias tinha grandes adversárias na minha frente.

Todo esse tempo sem jogar ajudou a amadurecer a ideia do casamento em outubro?

Já tínhamos marcado a data em 2016, mas foi muito emocionante organizar meu casamento. Foi um momento mágico e inesquecível.

Você chegou a pensar em parar depois de tudo que aconteceu nesta última temporada?

Pensei sim, mas era momentâneo. Foi uma fase de muito amadurecimento, quando estamos na rotina não conseguimos ver e muito menos valorizar o que realmente é importante.

Quais os seus planos e metas para o futuro?

Estou feliz de fazer minha pré-temporada em Barcelona, vai ser uma experiência nova pra mim. Por enquanto só estou pensando nos treinamentos, na minha preparação tanto na quadra quanto fisicamente.

Como surgiu essa ideia de treinar na Espanha? O que você colocou na balança para tomar essa decisão?

Eu queria treinar fora do Brasil, aprender coisas novas. Como estou voltando gostaria de fazer algumas mudanças então preferi fazer minha pré-temporada fora do Brasil. Não conheço a academia, conheço um pouco o Leo (Azevedo) mas tenho certeza que vou aprender bastante.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis