Notícias | Dia a dia
Azarenka desiste de Auckland e adia retorno
24/12/2017 às 09h41

Azarenka está sem jogar desde Wimbledon por conta de disputa judicial

Foto: Arquivo

Auckland (Nova Zelândia) - Os fãs de Victoria Azarenka terão que esperar ainda mais para vê-la de volta às competições. A ex-número 1 do mundo não poderá disputar o WTA de Auckland, que acontece na primeira semana do ano, e teve que abrir mão do convite oferecido pelos organizadores.

Azarenka está em disputa judicial pela guarda do filho Leo, que completou um ano neste mês de dezembro. Por conta disso, a jogadora bielorrussa não pode deixar o estado da Califórnia, onde reside, com a criança. Isso já a fez desistir de vários torneios no fim do ano passado, incluindo o US Open e as finais da Fed Cup.

"Há um processo em andamento, que está sendo muito bem documentado, e o resultado disso é que Victoria não poderá estar aqui na semana que vem", disse o diretor do torneio Karl Budge ao portal Stuff.

"Sabemos que é difícil para ela, que está treinando duro, é uma jogadora profissional e quer jogar tênis. E também é difícil para nós, que estávamos ansiosos para ter alguém de seu calibre no torneio", acrescentou o executivo.

Apesar da má notícia, Budge afirma que a própria tenista já manifestou interesse em disputar o torneio no futuro. "Nós conversamos hoje e ficou bem claro que ela gostaria de voltar em 2019".

O diretor do torneio deverá anunciar nos próximos dias quem herdará o convite que estava reservado à Azarenka. As principais atrações em Auckland serão Caroline Wozniacki, Julia Goerges e Agnieszka Radwanska. A brasileira Beatriz Haddad Maia está na chave principal.

Já Azarenka, que aparece atualmente no 210º lugar do ranking da WTA e disputou apenas dois torneios em 2017, em Mallorca e Wimbledon, tem reservado um convite para o Australian Open. Bicampeã do Grand Slam australiano, a ex-número 1 deverá se pronunciar se jogará ou não em Melbourne nos próximos dias.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis