Notícias | Dia a dia
Sasnovich força o 5º jogo e Fed terminará na dupla
12/11/2017 às 13h42

Sasnovich venceu cinco dos seis jogos de Fed Cup que fez no ano

Foto: Divulgação

Minsk (Belarus) - Pelo terceiro ano seguido, a definição da Fed Cup se dará no jogo de duplas. Precisando da vitória para forçar o quinto jogo em Minsk, a bielorrussa Aliaksandra Sasnovich derrubou a campeã do US Open Sloane Stephens por 4/6, 6/1 e 8/6 em 2h21 para empatar o confronto entre Belarus e Estados Unidos.

Em seis jogos de Fed Cup na temporada, Sasnovich venceu cinco e só perdeu no último sábado para CoCo Vandeweghe. É certo que o time da casa contará com a especialista em duplas Lidziya Marozava no quinto jogo. Aryna Sabalenka, Vera Lapko e a própria Sasnovich são opções. Já as americanas têm ainda Alison Riske e Shelby Rogers na companhia de Stephens e Vandeweghe.

Esta é a 18ª vez que a Fed Cup será decidida nas duplas, sendo a terceira consecutiva. Desde a adoção do atual formato da competição, em 1995, com confrontos decididos em cinco jogos, o jogo de duplas é decisivo pela oitava oportunidade. Enquanto Belarus luta por um título inédito, os Estados Unidos tentam o 18º troféu.

Stephens começou a partida mostrando um tênis muito melhor que o apresentado no jogo contra Aryna Sabalenka no último sábado. A norte-americana já tomava mais iniciativa e eram raros os pontos definidos em trocas mais longas. Depois de aproveitar o único break point que teve ainda no terceiro game, ela fechou a porta nas cinco vezes que foi ameaçada.

Logo na abertura do segundo set, Stephens teve duas chances de quebrar o serviço da adversária e não as aproveitou. Sasnovich ia aos poucos adquirindo ritmo e tempo de bola e quebrou duas vezes seguidas para liderar por 5/0. A americana até conseguiu evitar o 'pneu', mas um set com dois winners e 14 erros não-forçados dificilmente teria outro resultado.

As trocas de bola mais longas aconteceram com maior frequência no terceiro set. As jogadoras não estavam dispostas a arriscar tanto e quase sempre a direção das bolas era o meio da quadra. Stephens vinha prevalecendo nos ralis e esperava o momento certo de atacar. Com um excelente winner de devolução, a norte-americana conseguiu a quebra no sexto game e confirmou o saque com facilidade na sequência para liderar por 5/2.

O time norte-americano já comemoravam a conquista e Stephens corria o mínimo de risco, mas Sasnovich aproveitava as bolas que ficavam curtas de sua adversária e venceu quatro games seguidos. Mesmo perdendo a primeira chance de sacar para o jogo e permitindo o empate por 6/6, a jogadora da casa ratificou seu domínio na parte final da partida e consolidou a vitória dois games mais tarde.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis