Notícias | Dia a dia
Sharapova fatura primeiro título depois do doping
15/10/2017 às 07h01

Sharapova encerrou jejum de 2 anos e meio

Foto: Divulgação

Tianjin (China) - Em sua primeira final desde a suspensão por doping, a russa Maria Sharapova não deixou a oportunidade escapar. Neste domingo, a ex-número 1 do mundo levou a melhor sobre a jovem bielorrussa Aryna Sabalenka na decisão do WTA de Tianjin, vencendo com apertadas parciais de 7/5 e 7/6 (10-8), em 2h05 de confronto.

Sharapova encerrou um longo jejum de títulos que durava dois anos e meio. Sua última conquista havia acontecido no saibro de Roma, em 2015. Desde então ela conviveu com uma série de problemas físicos em períodos distintos e ainda amargou uma suspensão de 15 meses por ter sido pega no antidoping no Australian Open do ano passado.

Além de comemorar seu primeiro título em tanto tempo, a russa também poderá celebrar a boa recuperação no ranking, ganhando 29 colocações com a taça erguida na china. Ex-número 1 do mundo, Sharapova aparecerá na 57ª colocação na segunda-feira e pode seguir sua escalada na WTA se conseguir somar pontos em Moscou, torneio da próxima semana.

O jogo começou irregular para Sharapova, que conseguiu uma quebra logo no primeiro game, mas depois perdeu os quatro seguintes e ficou um break atrás. Só que depois de abrir 4/1, a bielorrussa de apenas 19 anos estacionou no marcador e venceu apenas um game até o fim do set, permitindo a reação da russa, que fechou com 7/5.

A segunda parcial também foi de altos e baixos. Sharapova largou com tudo e chegou a marcar confortáveis 5/1, quando veio o seu 'apagão'. Ela falhou nas duas vezes que sacou para o jogo e não apenas perdeu os dois break-points de vantagem, como viu Sabalenka anotar outra quebra e sacara em 6/5 para empatar. Foi então que a bielorrussa também falhou e foi quebrada e decisão foi para o tiebreak.

O desempate final foi parelho, sem que uma das jogadoras abrisse muita vantagem no decorrer da disputa. Mais experiente, Sharapova esteve sempre à frente nos momentos importantes, não cedeu um set-point sequer para Sabalenka, mas teve trabalho para fechar o jogo, aproveitando apenas o quarto match-point que teve a seu favor.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis