Notícias | Dia a dia
'Já não sinto mais dor no punho', afirma Del Potro
12/10/2017 às 19h01

Argentino se diz mais confiante para executar o backhand de duas mãos

Foto: Divulgação

Xangai (China) - Depois de eliminar o número 4 do mundo Alexander Zverev e se garantir nas quartas de final do Masters 1000 de Xangai, Juan Martin del Potro creditou o bom momento na temporada ao fato de jogar sem dor. O que mais anima o argentino, que passou por três cirurgias no punho esquerdo, é que executar o backhand com as duas mãos está sendo menos incômodo.

"Meu backhand está melhorando pouco a pouco. Agora é tudo uma questão de confiança. Já não sinto dor no punho quando faço o revés", disse Del Potro após a vitória por 3/6, 7/6 (7-5) e 6/4 contra Zverev nesta quinta-feira.

Com a campanha até as quartas, Del Potro voltará ao grupo dos vinte melhores jogadores do mundo depois de três anos. O ex-número 4 não figurava no top 20 desde o ranking do dia 6 de outubro de 2014.

O argentino também se mantém com chances de se classificar para o ATP Finals, torneio que não disputa desde 2013, mas não coloca a vaga em Londres como prioridade. "Eu não penso nisso agora. Só quero continuar jogando como eu fiz hoje. Posso chegar a Londres, mas ainda não estou pronto".

Em uma temporada de 27 vitórias, treze derrotas e nenhum título ainda, Del Potro tem como meta disputar mais torneios no ano que vem. "Um dos meus objetivos para o próximo ano é jogar a temporada inteira, cerca de 20 ou 22 torneios estaria ótimo para mim", explica o argentino que ainda jogará em Estocolmo, Basileia e Paris este ano.

"Se o meu nível continuar subindo, vou me aproximar dos melhores. Mas não é fácil. Fiz um grande esforço depois de todas as minhas lesões para continuar jogando tênis, mas acho que estou bem", complementou o jogador de 29 anos, que enfrenta o sérvio Viktor Troicki às 7h (de Brasília) desta sexta-feira.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis