Notícias | Dia a dia
'Sabia que o jogo não seria fácil', diz Federer
11/10/2017 às 15h36

Federer enfrenta Dolgopolov nas oitavas em Xangai

Foto: Divulgação

Xangai (China) - Depois de estrear com vitória no Masters 1000 de Xangai, Roger Federer afirmou que já esperava por um jogo difícil diante do argentino Diego Schwartzman e não se surpreendeu com bom tênis apresentado pelo rival de 25 anos e 26º do ranking nesta quarta-feira.

"Sabia que o jogo não seria fácil. Ele vem de ótimas campanhas nas últimas semanas e meses". disse Federer após marcar as parciais de 7/6 (7-4) e 6/4 em 1h33 de partida.

"Senti que ele estava bastante confiante. Ele estava sacando bem e estava tomando as decisões certas em seus golpes da linha de base", avaliou o suíço sobre Schwartzman, que chegou às quartas de final no US Open e foi semifinalista em Tóquio para alcançar o melhor ranking da carreira.

"Como adversário, você percebe isso. Pude ver que ele estava jogando muito solto hoje e que isso poderia ser perigoso nos momentos decisivos de algum set", comentou o veterano de 36 anos. "O tie-break também foi difícil. Eu estava perdendo mas consegui alguns pontos muito bons e pude mudar o jogo".

"Acho que começar o segundo set com uma quebra me deu a chance de tentar algumas coisas diferentes e jogar mais relaxado, arriscar mais e então eu consegui definir a partida depois de sair de 0-30 no último game. Então foi um bom jogo para mim. Estou realmente muito feliz com o meu nível", afirma o número 2 do mundo, que não disputava uma competição oficial desde o US Open. Há pouco mais de duas semanas, o suíço participou da Laver Cup, em Praga.

"Acho que eu saquei bem e mantive a concentração e vim para o jogo com uma boa energia, o que eu acho que sempre é importante no início de um torneio", complementou o suíço que enfrentará o ucraniano Alexandr Dolgopolov na próxima fase.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis