Notícias | Dia a dia
Ostapenko está a 1 vitória do Finals, Stephens fora
02/10/2017 às 15h39

Ostapenko pode confirmar seu lugar no Finals caso vença a estreia em Pequim

Foto: Arquivo

Pequim (China) - Com apenas mais três semanas de competição até o fim da temporada regular do circuito feminino, restam apenas mais duas vagas para o WTA Finals, torneio que reúne as oito melhores jogadoras do ano e que acontece entre os dias 22 a 29 de outubro em Cingapura. Nesse cenário, os valiosos mil pontos em disputa no WTA Premier de Pequim podem fazer a diferença.

A campeã de Roland Garros Jelena Ostapenko é quem aparece mais próxima de conseguir uma vaga em Cingapura. Sétima na corrida para o Finals, a letã pode assegurar sua vaga com apenas uma vitória em Pequim. Ela estreia na quarta-feira, já pela segunda rodada, contra a australiana Samantha Stosur.

Já a campeã do US Open Sloane Stephens deu adeus às chances de classificação com a eliminação na estreia na capital chinesa, após a derrota por 6/3 e 6/0 em duelo americano contra Christina McHale. Stephens, que iniciou a semana no 13º lugar da corrida para Cingapura, precisava chegar pelo menos às quartas para ainda ter chances.

Eliminada ainda na estreia em Pequim e vinda de cinco derrotas, Johanna Konta é a hoje a oitava na corrida para o Finals e tem o lugar ameaçado, principalmente pela francesa Caroline Garcia e pela norte-americana CoCo Vandeweghe. A britânica pode se classificar ainda nesta semana se for beneficiada por elimações precoces de suas concorrentes.

Tanto Garcia quanto Vandeweghe precisam do título para ultrapassar Konta depois de Pequim, mas o cenário apenas para manter as chances de classificação é menos exigente. Garcia, que foi campeã de Wuhan, tem que chegar à semi em Pequim para se manter com possibilidades de ir a Cingapura, enquanto uma campanha até às oitavas basta para Vandeweghe. Se elas falharem nessas missões, Konta ficaria muito perto da vaga.

Ainda com chances remotas de classificação estão a russa Elena Vesnina, campeã de Indian Wells, e a australiana Ashleigh Barty, vice em Wuhan. As duas precisam do título em Pequim para se manter com chances de conseguir uma das oito vagas a duas semanas do fim do calendário regular.

Já estão classificadas para o WTA Finals a espanhola Garbiñe Muguruza, a tcheca Karolina Pliskova, a romena Simona Halep, a ucraniana Elina Svitolina, a norte-americana Venus Williams e a dinamarquesa Caroline Wozniacki.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis