Notícias | Dia a dia
'Essa semana está sendo muito especial', celebra Bia
23/09/2017 às 12h54

Bia tenta vencer uma top 10 pela primeira vez

Foto: Divulgação

Seul (Coreia do Sul) – Uma semana para entrar na história da carreira da paulista Beatriz Haddad Maia. A número 1 do Brasil fará sua primeira final de WTA na carreira, a partir das 2h30 da manhã deste domingo (horário de Brasília), ao decidir o título do torneio de Seul contra a letã Jelena Ostapenko, cabeça de chave 1 e top 10.

“A Ostapenko vem fazendo um ano incrível, ela ganhou Roland Garros, está top 10. Estou confiante, acho que vai ser um jogo pegado. Vou tentar mexer ela o máximo que eu puder, ser agressiva nos momentos certos, ter paciência. Amanhã é entrar firme, usar minhas armas, bastante o meu saque e ver o que dá”, afirmou Bia, que enfrenta a letã pela primeira vez.

Nas semifinais, neste sábado, Bia bateu a holandesa Richel Hogenkamp, 119ª do mundo, por 6/1 e 7/6 (9-7), após 1h44 de confronto. Por sua vez Ostapenko passou pela tailandesa Luksika Kumkhum, de virada, marcando placar final de 3/6, 6/1 e 6/3.

“Essa semana está sendo muito especial, nem preciso falar como estou feliz com essa primeira final!”, comemorou Bia. “Venho fazendo jogos duros, em cada um deles me superando um pouquinho. Agora é só esperar para ver o que acontece amanhã”, finalizou.

Bia enfrentará pela terceira vez na carreira uma rival no top 10. Os dois outros encontros também aconteceram na atual temporada, o primeiro deles em Wimbledon, quando foi superada pela romena Simona Halep. Um mês depois quem pintou pelo caminho foi a espanhola Garbiñe Muguruza, que superou a paulista em Cincinnati.

Se a número 1 do Brasil ainda busca seu primeiro triunfo contra uma top 10, ela já tem um contra top 20, derrubando a australiana Samantha Stosur, então 19 do mundo, no saibro de Praga. Bia perdeu os outros cinco duelos que fez contra rivais deste nível, ao passo que o retrospecto contra top 50 é mais favorável, com quatro triunfos e sete derrotas.

Ostapenko nunca enfrentou Bia como profissional, mas as duas se cruzaram duas vezes no circuito juvenil da ITF, com vitórias da letã no Astrid Bowl e no Torneio Internacional de Offenbach, ambas conquistadas em três sets.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis