Notícias | Dia a dia
Bia destaca a paciência e quer mantê-la na semi
22/09/2017 às 13h46

Bia enfrenta a holandesa Hogenkamp por volta das 3h30 (de Brasília) deste sábado

Foto: Arquivo

Seul (Coreia do Sul) - Após conseguir sua terceira vitória no WTA de Seul, Beatriz Haddad Maia destacou a paciência que teve para vencer a partida contra a espanhola Sara Sorribes Tormo, 93ª do ranking, para avançar à semifinal do WTA sul-coreano. Isso porque a paulista avalia que o estilo de jogo da adversária das quartas era distinto em relação ao jogo das duas rivais anteriores no torneio.

"Estou muito feliz com mais uma vitória aqui em Seul", disse Bia Haddad Maia, após a vitória por duplo 6/4 na madrugada desta sexta-feira. "A menina tinha um jogo totalmente diferente das que eu joguei", acrescenta a paulista, que passou pela ucraniana Katarina Zavatska e pela romena Irina Begu nas fases iniciais.

"Eu sabia que ia depender muito de mim, porque ela jogava um pouquinho mais lento e usava muito slice. Então eu tinha que estar ligada para entrar nas bolas e ser agressiva o tempo todo", avaliou a número 1 do Brasil e 71ª do ranking mundial.

"A gente acaba cometendo mais erros, mas era o que eu tinha que fazer. A chance que eu tinha era ter paciência, ser firme e fazer acontecer as bolas, e deu certo", completou a jogadora de 21 anos, que nunca havia chegado tão longe em um WTA. Ela havia parado nas quartas duas vezes em torneios de nível International e feito uma semi em um WTA-125, evento de menor porte chancelado pela entidade que rege o circuito feminino.

Em busca de sua primeira final na elite do circuito, Bia enfrentará a holandesa de 25 anos e 119ª colocada Richel Hogenkamp. A paulista levou a melhor no único duelo anterior, válido por um ITF no saibro italiano de Caserta, em 2013. "Eu me lembro que foi foi um jogo duro. Ela é uma jogadora mais velha, experiente e que varia bastante as jogadas. Tenho que manter essa pegada, jogar tranquila, com paciência e desfrutar do jogo".

A partida entre Bia e Hogenkamp acontece por volta das 3h30 (de Brasília) deste sábado. Mais cedo, às 2h, a letã campeã de Roland Garros e número 10 do mundo Jelena Ostapenko testa seu favoritismo diante da tailandesa Luksika Kumkhum, 155ª do ranking. O encontro entre elas é inédito no circuito.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis