Notícias | Copa Davis
Cilic tira a Colômbia, suíços conseguem virada
17/09/2017 às 14h34

Chiudinelli vibra com a boa atuação no jogo decisivo

Foto: Site oficial

Londres (Inglaterra) - Único top 10 em ação na repescagem do Grupo Mundial da Copa Davis, Marin Cilic garantiu com tranquilidade o terceiro e decisivo ponto que mantém a Croácia na elite da competição em 2018.

Mesmo sobre o saibro e altitude de Bogotá, o número 5 do ranking superou neste domingo Santiago Giraldo, por 6/3, 6/4 e 6/4. Com as duas vitórias de simples no fim de semana, ele se tornou o croata com maior sucesso na competição, com 24 triunfos, superando Ivan Ljubicic.

Desta forma, a Colômbia - que nunca chegou ao Grupo Mundial - permanecerá no Zonal Americano, agora ao lado da Argentina e Chile. O Brasil também pode entrar na chave se perder do Japão.

Já a renovada Suíça conseguiu uma excepcional virada em cima de Belarus, jogando dentro de casa e em piso sintético coberto mas com pequeno público. Henri Laaksonen ganhou o primeiro jogo de domingo em cima de Dzmitry Zhyrmont, por 6/2, 6/2, 5/7 e 6/2, e
Marco Chiudinelli garantiu a vitória com 6/4 6/3 6/4 sobre Yaraslav Shyla. Esta foi a 10ª vez em 12 tentativas que a Suíça supera a repescagem e jogará o Grupo Mundial pelo sétimo ano seguido.

Com tenistas menos badalados, a Hungria eliminou a forte Rússia em Budapeste em cima do saibro e retornará ao Grupo Mundial depois de 1996. O ponto decisivo foi dado por
Marton Fucsovics, ao superar Karen Khachanov por 7/5, 6/4 e 6/4. Número 113 do ranking aos 25 anos, Fucsovics também derrotou Andrey Rublev na sexta-feira. Foi a primeira vitória da Hungria sobre a Rússia em sete confrontos.

Comentários