Notícias | Dia a dia
Sharapova rebate críticos: 'Não sabem todos os fatos'
14/09/2017 às 16h17

Sharapova cumpriu suspensão de 15 meses por doping

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) – A russa Maria Sharapova pode estar querendo seguir com a sua vida depois de todo o escândalo de doping pelo qual passou, mas ainda não consegue deixar totalmente para trás as críticas que sofreu, entre elas as da canadense Eugenie Bouchard, que chegou a dizer que a ex-número 1 do mundo deveria ser banida para sempre do esporte.

“Acho que a opinião deles não vale muito, pois não conhecem os fatos. São o tipo de palavras que ganham as manchetes, mas ultimamente eu as encaro de cabeça erguida. Admito que errei, cumpri minha suspensão e agora estou de volta”, comentou a russa em entrevista à BBC.

Sharapova reforçou o fato de que usava meldonium, a substância pela qual foi pega no antidoping, no Australian Open de 2016, há dez anos e que até o ano passado a medicação era legal e não ia contra qualquer norma da Agência Mundial Antidoping (Wada).

“Depois do meu primeiro Grand Slam, em Wimbledon, fiquei um tempo mal de saúde e então fui consultar um médico na Rússia. Eu ainda era uma adolescente, ele fez alguns testes que detectaram uma anomalia no meu coração e meldonium era um dos suplementos recomendados para isso”, explicou.

“Era um medicamento muito comum na Rússia, foi legal por muitos anos e só se tornou proibido no ano passado”, complementou Sharapova, que enquanto esteve afastada das quadras escreveu sua autobiografia 'Unstoppable: My Life So Far', que foi lançada nesta semana nos Estados Unidos.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis