Notícias | Copa Davis
Brasil se surpreende com quadra lenta na Davis
11/09/2017 às 21h13

Thomaz Koch viaja a convite da CBT, que quer aproximar os antigos heróis da Davis do grupo de competição

Foto: Divulgação

Osaka (Japão) – O time brasileiro treinou com todos os seus jogadores pela primeira vez nesta segunda-feira no Utsubo Tennis Center para o confronto com o Japão pela repescagem do Grupo Mundial da Copa Davis, que acontece de sexta a domingo.

O capitão João Zwetsch se surpreendeu com a quadra e acredita que o confronto será difícil, mas o Brasil pode surpreender. "A quadra está mais lenta do que esperávamos e também gostamos da bola que será usada nos jogos. A expectativa do confronto é de partidas longas, pela característica dos jogadores de simples deles e nossos. A disputa será dura e aberta, creio que as possibilidades estão meio a meio para cada lado", afirmou.

O técnico brasileiro acredita que mesmo com o fuso horário a equipe estará bem adaptada até o início do confronto. "Todos estão treinando bem, se adaptando ao fuso horário, que não é uma coisa fácil e até sexta-feira todos estarão prontos. O mais importante é a dosagem na preparação, o pessoal chega de uma viagem longa e é bem delicado nos primeiros dias mas depois tudo fica normal".

O Brasil está treinando em dois períodos. O sorteio para definir os confrontos será realizado na quarta-feira à noite. Os três dias de jogos terão início às 23 horas de Brasília. O SporTV e a BandSports irão transmitir as rodadas ao vivo.

A equipe brasileira em Osaka é formada por Thiago Monteiro, Guilherme Clezar, Marcelo Melo e Bruno Soares, além do reserva Marcelo Zormann e do juvenil Thiago Wild. A comissão técnica ainda o técnico Daniel Melo, o preparador físico Eduardo Faria, o fisioterapeuta Paulo Roberto Santos, o médico Ricardo Diaz e o chefe da delegação Eduardo Frick. Também integra a delegação o ex-tenista profissional Thomaz Koch, a convite da CBT, e Eduardo Nunes, de forma voluntária, como auxiliar da equipe. Koch é o maior nome do Brasil na história da Davis.

Comentários