Notícias | Dia a dia | US Open
'É graças ao meu tio que eu jogo tênis', diz Nadal
10/09/2017 às 21h38

Este pode ter sido o último Slam em que Nadal teve a companhia do Tio Toni

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Em seu primeiro discurso como tricampeão do US Open, ainda na cerimônia de premiação do Grand Slam americano, Rafael Nadal fez questão de agradecer ao tio, Toni Nadal, pela vitoriosa parceria ao longo de toda carreira. Este pode ter sido o último Grand Slam em que Toni esteve presente na equipe, já que o tio e treinador irá se dedicar à academia de Nadal em Mallorca a partir do próximo ano.

"Quero agradecer ao meu tio por tudo o que ele fez por mim. É graças a ele que eu jogo tênis. Ele foi forte e motivou-me desde que eu era criança. Você é uma das pessoas mais importantes da minha vida e não posso agradecer o suficiente", disse Nadal ao receber o troféu do US Open.

Número 1 do mundo, o espanhol disputou três finais de Grand Slam este ano e conquistou os títulos em Paris e Nova York, além do vice-campeonato na Austrália. "É inacreditável o que aconteceu este ano. Depois de alguns anos sofrendo com lesões e tendo alguns momentos em que eu não joguei tão bem".

"Desde o Aberto da Austrália, tenho jogado em um nível muito alto. Vencer aqui em Nova York me dá muita energia, porque a torcida é inacreditável. Eles me fazem muito feliz", afirmou o líder do ranking, que também venceu o Slam nova-iorquino em 2010 e 2013.

Nadal também elogiou o esforço de seu adversário na final, o experiente sul-africano Kevin Anderson, que disputou a primeira final de Grand Slam na carreira aos 31 anos. "Ele é um excelente exemplo para muitas crianças e para o resto do circuito por ter voltado melhor do que nunca".

Anderson, que já foi top 10 em 2015, chegou a sair do grupo dos oitenta melhores do mundo por conta de uma série de lesões entre o ano passado e o início da atual temporada. Depois de iniciar o Grand Slam americano na 32ª posição, o sul-africano dará um salto no ranking e vai aparecer entre os 15 primeiros.

"Rafa é um dos maiores embaixadores do nosso esporte. Eu sei que nós temos a mesma idade, mas sinto que estive assistindo seus jogos por toda a minha vida", disse o sul-africano, que é menos de um mês mais velho que Nadal. "Você realmente é um dos meus ídolos. É muito difícil jogar contra você e você provou isso novamente esta noite".

"Foram duas semanas maravilhosas para mim. Disputar minha primeira final de Grand Slam foi realmente especial. Levarei muitas coisas positivas deste verão. Continuarei trabalhando duro, pensando em um dia de cada vez, para me dar mais oportunidades. Estou muito satisfeito com o que aconteceu aqui".

Comentários