Notícias | Dia a dia | US Open
Keys revela que não imaginava poder ser campeã
08/09/2017 às 13h05

Keys vai disputar sua primeira final de Grand Slam

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) – A norte-americana Madison Keys estará na final do US Open no próximo sábado e terá a chance de conquistar seu primeiro título de Grand Slam. Contudo, ela própria não acreditava nesta possibilidade antes que o torneio desse a largada, tanto que chegou a Nova York com pretensões mais modestas.

“Definitivamente não imaginava que poderia ser campeã, cheguei aqui pensando apenas no próximo jogo. Consegui ir avançando e me sinto bem por conseguir chegar à final”, revelou a atual 16 do mundo, que pode voltar ao top 10 com a conquista em Flushing Meadows, indo para a nona colocação.

“É uma sensação absolutamente incrível, são momentos como esses pelos quais você sonha e estar em uma final de US Open é fantástico”, comemorou a norte-americana, que na semifinal deixou pelo caminho a compatriota Coco Vandeweghe. “Joguei muito bem, hoje foi um daqueles dias em que as coisas fluem. Sabia que precisava ir bem para ter uma chance de vitória e sinto que tudo estava encaixado”, analisou.

Sua adversária na final será a amiga e conhecida de longa data Sloane Stephens. “Sempre é duro, mas também acho interessante. Nos conhecemos faz muito tempo e já nos enfrentamos uma vez (pelo circuito) e acho que ela me arrasou. Temos que deixar a amizade de lado para buscarmos a vitória”, observou Keys.

“Sloane é muito boa se defendendo, mas acho que temos um jogo similar, ambas tentando ser agressiva e indo para o ataque. Talvez ela fique um pouco mais confortável na defesa, no mais o resto é muito parecido”, acrescentou a norte-americana de 22 anos.

Além do estilo de jogo, elas também tiveram um começo de 2017 similar, as duas precisando operar, Sloane o pé e Madison o punho. “Ambas passamos por cirurgias e não conseguimos jogar na Austrália. Naquele momento seria duro imaginar que estaríamos na final do US Open”, rememorou a tenista de Rock Island, em Illinois.

Comentários