Notícias | Dia a dia | US Open
Keys revela que estava nervosa antes de sua partida
07/09/2017 às 13h51

Keys foi a última americana a garantir vaga na semi

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) – Com três norte-americanas nas semifinais, faltava apenas que Madison Keys completasse a festa da casa e também se colocasse entre as quatro melhores deste US Open. Última delas a entrar em quadra pelas quartas de final do torneio, ela revelou que sentiu a pressão do jogo, até porque era considerada favorita contra a estoniana Kaia Kanepi.

“Estava realmente nervosa, pois era uma partida que eu supostamente tinha que vencer. Além disso eu fui a última norte-americana a entrar em quadra”, disse a número 16 do mundo, que agora terá Coco Vandeweghe pela frente. As compatriotas se enfrentaram duas vezes e em ambas quem levou a melhor foi Keys.

Mesmo assim, ela espera um jogo bem duro com Vandweghe pelas semifinais em Nova York. “Preciso sacar muito bem e também ser regular em tudo o que faço. Terei que jogar no meu nível mais alto, esperar pelas oportunidades e aproveitá-las quando vierem”, comentou a norte-americana, que celebrou o grande momento de seu país.

“É incrível para o tênis norte-americano. Estou empolgada por isso e orgulhosa de chegar tão longe e saber que o título vai ficar com os EUA”, observou Keys, que pouco a pouco vai recobrando sua melhor forma depois de ficar afastada por causa de problemas no punho.

A norte-americana até brincou com a situação, já que na chave masculina o argentino Juan Martin del Potro também encarou problemas no punho e assim como ela está nas semifinais do torneio. “Acho que cirurgia no punho pode virar tendência, todo mundo vai querer fazer”, disse aos risos antes de se colocar seriamente sobre o que precisou superar.

“Sempre há o medo dos jogadores na hora do retorno e isso é um pouco assustador. Meu cirurgião foi ótimo e sempre me disse que tudo iria acabar bem. Acho que isso acontece por causa das raquetes, cordas e as bolas atuais, mas é algo que você ‘quebra’ e depois vai consertado”, encerrou Keys.

Comentários