Notícias | Dia a dia | US Open
Rublev fez revolução no time em busca de evolução
05/09/2017 às 12h59

Jovem russo mudou toda a equipe no ano passado

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) – Eliminado na primeira rodada do US Open no ano passado, o jovem russo Andrey Rublev faz uma campanha bem diferente em 2017, surpreendeu dois top 10 e já está nas quartas de final do torneio, tendo agora pela frente o espanhol Rafael Nadal. Uma das explicações para tamanha evolução foi a revolução que fez em sua equipe.

“Mudei completamente o meu time no ano passado e fui treinar em Barcelona, onde passei a trabalhar com um novo técnico, um novo preparador físico e um novo fisioterapeuta. Fiz isso porque achava que não estava funcionando antes, que não estava evoluindo”, explicou.

O russo de apenas 19 anos agora enfrentará um dos seus ídolos de infância. “Gosto dele desde que era criança, o mesmo vale para (Marat) Safin. Não lembro exatamente quando comecei a acompanhá-los”, comentou Rublev, o primeiro jogador nascido em 1997 a chegar nas quartas de final de um Grand Slam e o mais novo a ir tão longe em Flushing Meadows desde o local Andy Roddick, 16 anos atrás.

Rublev sabe que entrará solto para o duelo com Nadal, que será o amplo favorito na partida; “Quero apenas aproveitar essa possibilidade, vai ser um grande desafio para eu ver quanto estou longe destes jogadores do topo e quanto preciso trabalhar”, observou o atual 53 do mundo, que deverá subir para o 37º lugar após o US Open, atingindo sua melhor marca.

“Ele tem pernas incríveis, se defende muito bem. É um grande profissional, faz tudo perfeitamente e não à toa é o número 1 do mundo e um dos melhores da história”, disse o russo, avaliando o jogo de Nadal. Ele também fez uma breve análise de seus pontos fortes.

“Eu tenho golpes bons, posso jogar muito rápido e em um bom ritmo, acho que essas são minhas principais características”, comentou Rublev, que revelou não ter conseguido ainda aproveitar nada de Nova York. “Não tive muito tempo durante os dias aqui, pois estou concentrado em ficar nas quadras”, finalizou.

Comentários