Notícias | Dia a dia | US Open
Federer marca vitória tranquila e reencontra Delpo
04/09/2017 às 22h11

Federer venceu pela segunda vez seguida em sets diretos no torneio

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Aos poucos, Roger Federer vem reencontrando seu melhor tênis e conseguindo vitórias mais tranquilas neste US Open. Depois de disputar dez sets nas duas primeiras rodadas, o suíço venceu a segunda seguida por 3 a 0 ao marcar as parciais de 6/4, 6/2 e 7/5 contra o alemão Philipp Kohlschreiber para se garantir nas quartas de final do último Grand Slam da temporada e marcar um duelo contra Juan Martin del Potro.

Federer e Del Potro irão se cruzar pela 21ª vez, com grande vantagem de 16 vitórias para o suíço, incluindo a obtida em Miami deste ano por 6/3 e 6/4. Claro que o jogo mais memorável entre eles foi a final de 2009 do US Open, em que Del Potro perdia por 2 sets a 1 e conseguiu reagir para seu único troféu de Grand Slam.

O duelo com Delpo pode até valer a volta de Federer à liderança do ranking. Para isso acontecer, é preciso que ele vença o argentino para chegar à semifinal e conte com uma eliminação de Rafael Nadal para o russo Andrey Rublev. O cenário mais aguardado pelos fãs, entretanto, é um eventual duelo entre Federer e Nadal na semi com o número 1 em jogo.

Depois de passar pela promessa americana Frances Tiafoe na estreia, Federer eliminou três fregueses, ampliando sua invencibilidade nos confrontos diretos contra Mikhail Youzhny, Feliciano Lopez e Philipp Kohlschreiber, diante dos quais acumula 17, 13 e 12 vitórias respectivamente.

Pentacampeão entre os anos de 2004 e 2008, Federer chega pela 12ª vez às quartas de final no US Open e luta para alcançar sua décima semifinal em Nova York. Com 36 anos recém-completados no dia 8 de agosto, o suíço tenta alcançar sua 43ª semifinal de Grand Slam.

A partida desta segunda-feira começou equilibrada. Kohlschreiber entrou decidido a movimentar o adversário o tempo inteiro e, com um saque bem aplicado, conseguiu seu objetivo por seis games. Aí baixou ligeiramente o nível e foi o bastante para Federer obter a quebra e manter o serviço sem nenhum break-point oferecido.

A vitória parcial deixou Federer ainda mais solto em quadra. Assim que o primeiro saque do alemão caiu de qualidade, Federer tomou conta e obteve duas quebras sucessivas. Ao final do set, no entanto, algo raro: o suíço pediu atendimento médico e foi ao vestiário, provavelmente para tratar de algum incômodo que o obrigasse a tirar uma parte do uniforme.

Federer não deu sinais de algum problema físico relevante ao longo do terceiro set. Mostrou-se ágil e continuou trabalhando firme com o saque, cedendo um único ponto nos quatro primeiros serviços e continuaria sem enfrentar break points até o fim do jogo. Kolhschreiber se sustentou até o 11º game, quando Federer obteve a quebra definitiva e fechou seu segundo jogo em sets diretos no torneio. 

Comentários