Notícias | Dia a dia | US Open
Com febre, Delpo salva match points e derruba Thiem
04/09/2017 às 21h28

Del Potro anotou uma incrível virada depois de perder os dois primeiros sets

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Mais uma vez, Juan Martin del Potro deu um exemplo de superação. O lutador argentino, que já passou por quatro cirurgias nos punhos, amanheceu gripado e com febre e demorou para ser competitivo contra Dominic Thiem. Foram cinco sets e 3h34 de disputa, mas no final, prevaleceu o coração do argentino, com uma incrível virada por 1/6, 2/6, 6/1, 7/6 (7-5) e 6/4 para chegar às quartas de final do US Open.

Atual 28º do ranking, Del Potro defendeu os 360 pontos que tem a descontar, já que repetiu a campanha do ano passado. Ex-número 4 do mundo, o campeão de 2009 ainda sonha com a volta ao top 10 caso volte a conquistar Nova York. Entre os possíveis rivais nas quartas, o argentino lidera o histórico contra Philipp Kohlschreiber por 6 a 2, além de ter cinco vitórias em 21 jogos contra Roger Federer.

Já Thiem, que comemorou seu aniversário de 24 anos no último domingo, perdeu a chance de subir do oitavo para o quinto lugar do ranking, que seria a melhor marca de sua carreira. Semifinalista de Roland Garros nos dois últimos anos, o austríaco continuar sem nunca ter passado das oitavas nos outros três Grand Slam.

Curiosamente, Thiem e Del Potro viveram situação parecida na edição passada do US Open. Há um ano, eles se enfrentaram também pelas oitavas do Grand Slam americano e o austríaco teve que abandonar no segundo set por lesão no joelho direito.

Com dificuldades tanto na movimentação quanto na execução dos golpes, Del Potro acumulou 29 erros não-forçados nos dois primeiros sets e só fez seu primeiro winner quando já perdia a segunda parcial por 4/0. Mas não faltou luta ao argentino, que já exibia um semblante de desgaste ainda nos primeiros games. Ainda durante o set inicial, o campeão de 2009 precisou tomar um medicamento para continuar no jogo.

Thiem aproveitava a limitação do argentino para abrir vantagem, embora tenha enfrentado três break points no início do jogo e mais três já no final do segundo set, mas seguia sem ter o serviço quebrado. Com o tempo, Delpo já se sentia mais confortável e conseguia disparar bons golpes de forehand para começar a equilibrar as ações.

Empurrado pela torcida e contando com treze erros não-forçados do austríaco, sendo sete de forehand, Del Potro venceu o terceiro set pelo incontestável placar de 6/1. O argentino chegou a ter quebra acima no início do quarto set, ainda com a direita bastante descalibrada do adversário. Mas um belíssimo winner de backhand foi suficiente para devolver a confiança a Thiem.

Somente no quarto set, o público pôde ver os dois tenistas jogando em alto nível ao mesmo tempo e o jogo ficou espetacular. Thiem chegou a liderar por 5/2, mas Del Potro buscou o empate após um game irregular do austríaco no saque. Quando o austríaco teve dois match points, o argentino salvou dois match points com aces e forçou o tiebreak. No desempate, brilhou a estrela do argentino, com ótimos saques e um forehand cada vez mais afiado para empatar a partida.

As primeiras chances de quebra do último set viriam apenas no sexto game. Thiem lutou muito para reverter um 0-40. Delpo se manteve intocável nos games de serviço, seguindo sem enfrentar break points e com apenas oito pontos perdidos no saque. O argentino foi brilhante e não parar oportunidades e pressionar o austríaco, que sucumbiu à situação com uma dupla-falta no match point.

Comentários