Notícias | Dia a dia | US Open
Sharapova faz 51 erros e leva virada nas oitavas
03/09/2017 às 18h13

Algoz da russa, Sevastova repete a campanha do ano passado

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - A trajetória de Maria Sharapova neste US Open chegou ao fim neste domingo. A russa, que foi convidada para participar do Grand Slam americano, esteve longe de mostrar seu melhor tênis foi eliminada nas oitavas de final da competição pela letã Anastasija Sevastova, 17ª do ranking, por 5/7, 6/4 e 6/2 em 2h16 de partida.

Sharapova, que disputou seu primeiro Grand Slam desde que voltou de suspensão de 15 meses por doping em abril, deverá voltar ao top 100 do ranking mundial. A ex-número 1 e atual 146ª do ranking já recebeu convites para os torneios chineses de Pequim e Tianjin que acontecem em outubro.

Já Sevastova repete a campanha do ano passado no Grand Slam americano e defenda os 430 pontos conquistados em 2016. Na ocasião, a letã passou por nomes como Garbiñe Muguruza e Johanna Konta antes de perder para Caroline Wozniacki. Com isso, ganhou terreno no ranking, subindo do 48º para o 32º lugar.

A próxima adversária de Sevastova é a norte-americana Sloane Stephens, que venceu a alemã Julia Goerges por 6/3, 3/6 e 6/1. Stephens segue em franca recuperação no ranking. A americana de 24 anos, que passou onze meses sem jogar por conta de lesão e cirurgia no pé esquerdo, foi semifinalista em Toronto e Cincinnati, subindo da 913ª para 83ª posição. Já a campanha em Nova York deverá levá-la de volta ao top 50.

Por conta do contraste de estilos de jogo, entre a agressividade da russa e a regularidadeda letã, a definição dos pontos quase sempre cabia à ex-líder do ranking, que atingiu números muito maiores em winners e erros não-forçados que sua adversária. A russa liderou a contagem de bolas vencedoras por 42 a 21, mas também deu 51 pontos de graça, contra apenas 14 de Sevastova.

O jogo começou com Sharapova assumindo o domínio das ações, mas pecando pela irregularidade. Primeira a quebrar, a russa chegou a liderar por 4/1. Sevastova usou slices para trazer a rival para a rede e conseguiu dez pontos em 16 possíveis no set inicial. Um voleio errado da ex-número 1 fez com que ela perdesse a chance de confirmar o game de saque e um forehand para fora custou a quebra. Ainda assim, tal como havia contecido contra Simona Halep na estreia, a russa encontrou um caminho ao explorar as devoluções de segundo serviço e conseguiu uma importante quebra no último game da parcial.

Sevastova fez um segundo set bastante eficiente e de poucos riscos. A letã cometeu somente dois erros não-forçados contra dezesseis de Sharapova, o que minimizou a vantagem de 20 a 8 nos winners a favor da russa. Com uma bola profunda, que induziu a rival ao erro, Sevastova conseguiu a quebra logo no terceiro game e fechou a porta nas duas vezes em que teve o serviço ameaçado, quando já liderava por 4/3, para empatar a disputa.

O início do últimos set foi amplamente favorável a Sevastova. Ela venceu doze dos treze primeiros pontos disputados, sendo oito deles em erros da russa, e quebrou duas vezes seguidas para abrir 3/0. Um game de dois erros e duas duplas-faltas da letã permitiu que a russa se aproximasse no placar, mas a número 17 do mundo conseguiu se manter na liderança da partida e voltaria a quebrar. Sacando para o jogo, ela precisou de quatro match points para consolidar a vitória.

Comentários