Notícias | Dia a dia | US Open
Keys vira na madrugada, vai às 8as e quase bate recorde
03/09/2017 às 09h37

Keys contou com a torcida para virar sobre Vesnina

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) – Por pouco a norte-americana Madison Keys e a russa Elena Vesnina não bateram o recorde de partida que terminou mais tarde no US Open. A vitória de virada da atleta da casa com parciais de 2/6, 6/4 6/1, entrou madrugada a dentro e terminou às 1h45 de domingo, apenas três minutos antes do duelo entra a própria Keys e a compatriota Alison Riske no ano passado.

“Quem não ama um show até tarde? Os fãs foram incríveis, eu realmente não mostrei um grande tênis, mas eles me ajudaram a voltar para o jogo e agradeço muito por terem ficado aqui e darem uma mão para que eu conseguisse passar por essa”, declarou Keys, que contou com a torcida no Arthur Ashe para virar sobre Vesnina.

A russa começou bem melhor, conseguiu duas quebras e fez 3/0, quando Keys devolveu um dos breaks e diminuiu a desvantagem. Só que Vesnina ainda bateu o saque da rival uma vez mais para fechar o primeiro set. Na segunda parcial, Keys evoluiu, abriu 4/1, deixou a adversária empatar em 4/4, mas anotou uma quebra ano fim e fechou em 6/4.

O duelo foi então para o terceiro e decisivo set, em que a atleta da casa deu um enorme passo para a vitória já nos primeiros games. Com duas quebras seguidas, Keys abriu confortáveis 5/0 e precisou apenas administrar a diferença até o fim para se garantir nas oitavas de final, em que terá pela frente a cabeça de chave número 4, a ucraniana Elina Svitolina.

Será apenas a segunda vez que as duas irão medir forças no circuito e a norte-americana tem vantagem no curto retrospecto, tendo superado Svitolina, que é uma das que ainda seguem na briga pela liderança do ranking neste US Open, no duelo pela primeira rodada de New Haven dois anos atrás.

Comentários