Notícias | Dia a dia | US Open
Federer dá susto, luta por 5 sets e avança em NY
30/08/2017 às 00h55

Suíço não perde numa primeira rodada de Slam desde 2003

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Em sua primeira partida desde a final em Montréal, quando se queixou de um incômodo nas costas, Roger Federer precisou de cinco sets para superar a rodada de estreia no US Open. O suíço levou a melhor contra o promissor americano Frances Tiafoe, jovem de 19 anos e 70º do ranking, por 4/6, 6/2, 6/1, 1/6 e 6/4 em apenas 2h37, duração curta para jogos de cinco parciais.

Número 3 do mundo e com chances de voltar à liderança do ranking depois do US Open, Federer espera pela partida entre o esloveno Blaz Kavcic e o russo Mikhail Youzhny. O suíço levou a melhor na única vez que enfrentou Kavcic e lidera o retrospecto contra Youzhny por incontestáveis 16 a 0. A vitória desta terça-feira também faz com que o suíço siga sem perder na estreia de um Grand Slam desde 2003, em Roland Garros.

Federer não forçava tanto o saque nos games iniciais e sentiu o peso das devoluções de Tiafoe, que quebrou logo no game de abertura. Além disso, o potência dos golpes e o volume de jogo do americano fez com que o suíço tivesse dificuldades também para chegar na bolas do jovem rival, que procurava mover o veterano o tempo todo e teve sucesso.

O suíço, que já vinha melhorando nos games de serviço na parte final do primeiro set, e teve uma segunda parcial muito mais tranquila. Ele não enfrentou break points e cedeu só seis pontos no saque. O pentacampeão apostou em slices para quebrar o ritmo do rival e, além de ver a estratégia funcionar, ele contou com a perda de intensidade do rival.

Em um rápido terceiro set, Federer novamente não enfrentou break points e perdeu só quatro pontos nos games de serviço. Do outro lado da rede, Tiafoe cometeu treze erros não-forçados e sequer anotou uma bola vencedora, o que já dava a impressão de que a vitória suíça seria questão de tempo.

Entretanto, o índice de acerto de saque de Federer no quarto set foi de apenas 47% e voltou a sofrer com as boas devoluções de Tiafoe. O suíço venceu venceu só dois pontos dos dez jogados com o segundo serviço e um total de oito em dezenove disputados com o próprio o saque. Cada vez mais agressivo e com bom jogo na rede, o americano aproveitou o momento errático do número 3 do mundo para quebrar duas vezes seguidas e empatar o jogo.

Mas o saque de Federer voltaria a ficar afiado na parcial decisiva. Seus quatro primeiros games de serviço foram impecáveis, com apenas um ponto perdido em dezessseis possíveis. Bastou Tiafoe dar uma oportunidade, fazer um game mal jogado, e a única quebra deixou o suíço com três games de vantagem e mantendo sua confortável margem na liderança.

Sacando para o jogo, Federer enfrentou errou um voleio em seu primeiro match point e evitou uma oportunidade de quebra com ace, mas Tiafoe anotou dois belíssimos winners para quebrar o suíço. Mas o americano sentiu a pressão diante da chance real de empatar o jogo e acumulou erros não-forçados no último game da partida.

Comentários