Notícias | Dia a dia | US Open
Halep enfrentará Sharapova já na primeira rodada
25/08/2017 às 13h56

Halep terá uma estreia duríssima em Nova York

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) – Em seu primeiro Grand Slam desde o Australian Open de 2016, a russa Maria Sharapova pegou uma estreia nada fácil neste US Open. O sorteio das chaves, realizado nesta sexta-feira, colocou a ex-número 1 frente a frente com a romena Simona Halep logo na primeira rodada do torneio.

Brigando pela liderança do ranking, Halep terá que superar um retrospecto totalmente desfavorável contra Sharapova, que venceu os seis duelos anteriores. Quem passar pela estreia não deve ter dificuldade para chegar às quartas, tendo como principal obstáculo a letã Anastasija Sevastova, cabeça de chave 16.

Os principais nomes que podem cruzar com Halep ou Sharapova nas quartas são o da britânica Johanna Konta e o da eslovaca Dominika Cibulkova. Correm por fora a alemã Julia Goerges, a croata Ana Konjuh. Já a adversária em uma possível semifinal é mais difícil de prever, uma vez que o quadrante da espanhola Garbiñe Muguruza está disputadíssimo.

Terceira pré-classificada, a espanhola estreia contra a ucraniana Lesia Tsurenko e pode encarar a tcheca Petra Kvitova já nas oitavas de final, ao passo que nas quartas tem tudo para medir forças com uma ex-número 1 do mundo: ou a norte-americana Venus Williams, ou a dinamarquesa Caroline Wozniacki.

Atual líder do ranking e vice-campeã no ano passado, a tcheca Karolina Pliskova vai abrir campanha contra a polonesa Magda Linette e tem como maior rumo às quartas a francesa Kristina Mladeonovic. Depois podem vir a polonesa Agnieszka Radwanska, a local Coco Vandeweghe e a russa Svetlana Kuznetsova.

Nas semifinais, Pliskova cruza com o quadrante da ucraniana Elina Svitolina, que pega a tcheca Katerina Siniakova na estreia e pode encarar a canadense Eugenie Bouchard na sequência. Nas oitavas deve pintar a norte-americana Madison Keys ou a russa Elena Vesnina, sendo que nas quartas podem aparecer a alemã Angelique Kerber, a letã Jelena Ostapenko, ou a russa Anastasia Pavlyuchenkova.

Comentários