Notícias | Dia a dia
Federer mantém embalo e faz terceira final seguida
12/08/2017 às 17h41

Federer não perde desde o ATP de Stuttgart

Foto: Divulgação

Montréal (Canadá) - Continua imbatível o suíço Roger Federer no circuito. Pelo terceiro torneio seguido ele está na final, desta vez no Masters 1000 de Montréal, onde derrotou neste sábado o holandês Robin Haase por 2 sets a 0, pelas semifinais, com o placar de 6/3 e 7/6 (7-5), depois de 1h15 de confronto. A única vez que Federer foi à última rodada em Montréal foi há exatos 10 anos.

Seu adversário na decisão sairá do embate de jovens envolvendo o já consolidado alemão Alexander Zverev e o atleta da casa Denis Shapovalov, principal surpresa do evento, responsável pelas eliminações do argentino Juan Martin del Potro e do espanhol Rafael Nadal.

O suíço está a uma vitória de conquistar seu 94º título no circuito, igualando a marca do tcheco naturalizado norte-americano Ivan Lendl, o segundo maior vencedor, atrás apenas dos 109 do norte-americano Jimmy Connors. Ele também tenta o 27º Masters 1000, atrás apenas de Nadal e do sérvio Novak Djokovic, ambos com 30.

Esta foi a 16ª vitória seguida do suíço, que não perde desde a estreia no ATP 250 de Stuttgart, quando foi surpreendido pelo experiente alemão Tommy Haas. Desde então ele perdeu apenas um dos 38 sets que disputou, nas oitavas de final em Montréal, diante do espanhol David Ferrer.

A campanha até aqui no Masters 1000 canadense coloca o tenista da Basileia cada vez mais próximo de Nadal na corrida da temporada, que considera os resultados desde janeiro, ficando apenas 40 atrás mesmo tendo saltado toda a temporada de saibro. Se for campeão, Federer irá disparar.

Federer também se aproxima no ranking de 52 semanas, estando agora 410 pontos atrás de Nadal, o que pode cair para 10 em caso de título inédito em Montréal - seus dois troféus canadenses vieram em Toronto. De qualquer forma, isso deixará bem quente a disputa pelo número 1 em Cincinnati, onde ele e Nadal verão quem irá assumir o posto deixado pelo britânico Andy Murray, que não defenderá os pontos conquistados no ano passado, ainda se recuperando de problemas no quadril.

Federer começou muito bem na partida, venceu o primeiro game de zero e conseguiu bater o saque do rival holandês logo em seguida. Só que Haase não deixou barato e devolveu a quebra imediatamente. A série de breaks se encerrou com mais uma em favor do suíço, que depois confirmou e anotou 4/1. Ele administrou a vantagem até o fim e levou o primeiro set.

Sem quebras nem break-points para qualquer um dos lados, a segunda parcial foi definida apenas no tiebreak. Federer chegou a abrir 4-1 com dois mini-breaks, mas então perdeu dois serviços seguidos e o desempate ficou apertado. O suíço conseguiu bater mais um saque de Haase e na sequência serviu para sacramentar a vitória.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis