Notícias | Dia a dia
Murray desiste de Cincinnati e vai perder a liderança
09/08/2017 às 14h01

Murray espera voltar a tempo para o US Open

Foto: Arquivo

Cincinnati (EUA) - Vice-campeão do Masters 1000 de Cincinnati no ano passado, o britânico Andy Murray não disputará o torneio em 2017. Nesta quarta-feira veio a enfim a confirmação de que ele estará fora da competição, repetindo o que fez em Toronto, outro evento preparatório para US Open do qual ele abdicou de participar.

Contudo, o atual líder do ranking acredita que irá se recuperar a tempo para disputar o último Grand Slam da temporada. "Infelizmente eu não vou jogar em Cincinnati, sempre gostei de jogar lá, mas seguirei com minha recuperação. Espero voltar no próximo ano", disse Murray, que tenta superar uma lesão no quadril que o atrapalhou em sua campanha em Wimbledon.

A ausência de Murray vai em Cincinnati o fará perder a liderança do ranking. A disputa ficará então entre o espanhol Rafael Nadal e o suíço Roger Federer, sendo que o primeiro destes pode já assumir o posto de número 1 do mundo já nesta semana, bastando vencer três jogos no Masters 1000 de Montreal, alcançando as semifinais do torneio.

Quem se deu bem foi o russo Daniil Medvedev, que ficou com a vaga do britânico no Masters 1000 norte-americano. O próximo na lista de espera é o também britânico Kyle Edmund. Caso Murray siga de fora e não jogue o US Open, o que ele aparenta não pretender, o beneficiado será o cearense Thiago Monteiro, que é o primeiro na lista de espera em Nova York.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis