Notícias | Dia a dia
Big Four volta às primeiras posições após 11 meses
17/07/2017 às 16h33

Última lista com o Big Four nas primeiras posições foi a de 25 de julho do ano passado

Foto: Arquivo
por Mário Sérgio Cruz

O título de Roger Federer em Wimbledon aliado à campanha de Novak Djokovic até as quartas e a precoce eliminação de Stan Wawrinka na primeira rodada do Grand Slam britânico reeditou o chamado 'Big Four' nas quatro primeiras posições do ranking mundial divulgado nesta segunda-feira.

Federer e Djokovic conseguiram ultrapassar Wawrinka no ranking e aparecem no terceiro e quarto lugar da lista, que segue encabeçada por Andy Murray e Rafael Nadal.

A última vez que Murray, Nadal, Federer e Djokovic haviam aparecido nos quatro primeiros lugares aconteceu há quase um ano, na lista divulgada em 25 de julho de 2016. Na ocasião, o sérvio aparecia no topo da lista, seguido pelo britânico que acabara de vencer Wimbledon pela segunda vez. O suíço aparecia novamente em terceiro e o espanhol era o quarto colocado.

Os quatro maiores vencedores da atual geração do tênis masculino revezam no posto de número 1 do mundo desde fevereiro de 2004, quando Federer assumiu a liderança pela primeira vez. O suíço já acumula 302 semanas no topo, contra 223 de Djokovic, 141 de Nadal e 37 de Murray.

Eles também detém o domínio das últimas 15 edições em Wimbledon, com oito títulos para Federer, três de Djokovic e mais dois para Nadal e Murray. Nos últimos cinquenta Grand Slam, apenas cinco não tiveram um dos quatro jogadores como campeão e só uma final (o US Open de 2014, quando Marin Cilic venceu Kei Nishikori) não contou com nenhum deles. Já nos Masters 1000, o domínio dos últimos 26 torneios teve apenas dois campeões fora do Big Four: Marin Cilic venceu em Cincinnati no ano de 2016 e Alexander Zverev triunfou em Roma na atual temporada.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis