Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Federer recupera 3º posto e vai atrás do topo
16/07/2017 às 12h30

Federer poderá pensar na liderança em Cincinnati

Foto: Arquivo
José Nilton Dalcim

Onze meses depois, o suíço Roger Federer volta ao terceiro lugar do ranking. Com a conquista de Wimbledon neste domingo, ele ultrapassará o sérvio Novak Djokovic e o compatriota Stan Wawrinka e reassumirá o posto que perdeu em 22 de agosto do ano passado quando já estava fora do calendário.

Na lista a ser divulgada nesta segunda-feira, Federer terá 6.545 pontos acumulados nas últimas 52 semanas. O escocês Andy Murray continuará na ponta, com 7.750, seguido pelo espanhol Rafael Nadal, com 7.465. O sérvio estará pouco mais atrás, com 6.325.

Os melhores do ranking só devem reaparecer no circuito para o Masters de Montréal, dentro de quatro semanas, e existe a expectativa de troca de liderança. Contundido, o britânico não deve competir e assim Nadal precisará apenas de uma semifinal para chegar ao topo.

A partir de agora, Federer também somará todos os pontos que fizer. Assim, na teoria, ele poderá entrar na luta pela liderança em Cincinnati, torneio em que Murray defende 600 pontos. O mais provável no entanto é que espanhol e suíço façam luta direta pelo número 1 durante o US Open.

Uma boa mostra disso é o ranking da temporada, que considera apenas os pontos acumulados desde janeiro. Nadal lidera com 7.095 pontos após a grande temporada sobre o saibro e Federer sobe para 6.545 com seus cinco títulos. Os dois estão muito à frente do austríaco Dominic Thiem, com 3.345. O vice de Wimbledon Marin Cilic é agora o quinto. Djokovic aparece em sétimo, à frente de Murray.

Comentários