Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Sem perder set, Federer busca octa e 19º Slam
14/07/2017 às 14h48

Federer é o segundo finalista mais velho de Wimbledon

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - O suíço Roger Federer está a três sets de mais um feito na carreira. Nesta sexta-feira ele anotou sua 90ª vitória da carreira em Wimbledon, garantiu vaga na final ao anotar parciais de 7/6 (7-4), 7/6 (7-4) e 6/4 para cima do tcheco Tomas Berdych e pode se tornar apenas o segundo na história a vencer Wimbledon sem perder sets, igualando a conquista do sueco Bjorn Borg em 1976.

O adversário do suíço na decisão será o croata Marin Cilic, que mais cedo venceu de virada o norte-americano Sam Querrey e garantiu sua segunda final de Grand Slam da carreira. Federer tem boa vantagem no retrospecto contra o próximo rival, venceu seis dos sete embates, o último deles justamente em Wimbledon, no ano passado.

Aos 35 anos e 342 dias, Federer se tornou o segundo jogador mais velho na Era Aberta a alcançar uma decisão em Wimbledon, atrás apenas do australiano Ken Rosewall, que ficou com o vice no torneio de 1974, quando tinha 39 anos e 246 dias. O suíço também ampliou seu recorde no torneio, com 11 finais, quatro a mais do que Boris Becker, Arthur Gore e Pete Sampras, com sete para cada.

Outro recorde ampliado pelo tenista da Basileia é o de finais em Grand Slam, chegando à 29ª da carreira. Nesta lista, o segundo colocado é o espanhol Rafael Nadal (22), seguido do sérvio Novak Djokovic (21). Em busca do 19º Slam, ele pode se tornar o maior campeão do torneio, uma vez que atualmente está empatado com Sampras, ambos somando sete conquistas.

Derrotado na semi do ano passado pelo canadense Milos Raonic, o ex-número 1 do mundo nunca havia perdido nesta fase em Wimbledon antes. Com o resultado desta sexta-feira, ele tem agora 11 vitórias em 12 duelos, curiosamente contra 11 adversários diferentes. O único repetido desta lista foi justamente aquele que conseguiu superá-lo, algo que só fez no segundo encontro.

Berdych fez uma grande partida apesar da derrota em sets diretos, se manteve firme do começo ao fim e mesmo nos momentos mais duros fez o que pode. Só que do outro lado estava um Federer com todo seu arsenal de golpes, que conseguiu ser superior mesmo com o tcheco jogando seu melhor tênis.

Na primeira parcial, Federer chegou a abrir 4/2, mas Berdych não esmoreceu e buscou o empate em 4/4, levando a definição depois para o tiebreak, no qual o suíço foi melhor e acabou saindo na frente. A historia se repetiu no segundo set, que sem quebras foi novamente para o desempate. O tcheco começou mal, perdeu cinco dos seus primeiros pontos e acabou ficando em situação ainda pior.

O placar de 2 a 0 não abateu o tcheco, que seguiu firme até onde conseguiu. Entretanto, bastou uma pequena brecha dada a Federer, no sétimo game, que acabou culminando em uma quebra. O suíço então tratou de não repetir o deslize do segundo set, manteve os serviços até o fim e garantiu sua 19ª vitória em 25 jogos com Berdych.

Comentários