Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Murray faz consulta e não descarta operar quadril
14/07/2017 às 15h29

Murray sofreu com dor no quadril nos dois sets finais contra Querrey

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - O número 1 do mundo Andy Murray fez consulta a um especialista em quadril nesta quinta-feira. Segundo o diário The Telegraph, ele e sua equipe debatem ainda como tratar o problema e a cirurgia não está descartada. Por enquanto, a recomendação é um período mais longo de descanso.

Como a temporada de quadras duras na América do Norte começa em menos de quatro semanas com a disputa do Masters 1000 do Canadá, em Montréal, é dada como certa a ausência do escocês, já que a ideia é não apressar a recuperação. A ideia inicial será um retorno apenas no US Open.

O irmão Jamie revelou que foi difícil assistir ao duelo diante de Sam Querrey da quarta-feira. "Não gosto de vê-lo com tanta dor. Foi um sacrifício ver seu esforço nos últimos 45 minutos daquela partida, em que ele tentou fazer o seu melhor dentro das circunstâncias. Contusões acontecem para todos, mas infelizmente para ele veio no momento de um torneio tão importante".

Um dos grandes nomes do tênis e hoje comentarista de televisão, a norte-americana Chris Evert acha que Murray precisa se mirar em Roger Federer. "Sei que existe uma grande pressão vinda dos torneios, da necessidade de somar pontos, dos patrocinadores. Mas em algum momento é preciso parar. Veja o que fez Federer", referindo-se aos seis meses que o suíço deixou as quadras em 2016 para tratar do joelho.

Comentários