Notícias | Dia a dia | Wimbledon
'Não dá nem para descrever a felicidade', festeja Melo
13/07/2017 às 15h53

Melo e Kubot estão invictos na grama neste ano

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - A vitória desta quinta-feira teve valor dobrado para o mineiro Marcelo Melo, que além de garantir mais uma vez a chance de disputar uma final de Wimbledom, agora ao lado do polonês Lukasz Kubot, também garantiu seu retorno à liderança do ranking individual de duplas, ultrapassando o finlandês Henri Kontinen, que junto do australiano John Peers foi sua vítima mais recente.

"Não dá nem para descrever a felicidade com a vitória. Um jogo duríssimo, diante de uma dupla duríssima. Conseguimos manter de novo a calma aqui em Wimbledon, estivemos algumas vezes na frente e, novamente, vencemos no quinto set, jogando muito bem, especialmente no final, e isso é muito importante. Então foi uma conquista jogar tão bem assim, em melhor de cinco, em final de torneio quando já se está um pouco mais cansado", festejou Melo.

"Outra conquista foi ter voltado a número 1 do mundo. Fiquei muito feliz também. Foram duas vitórias em um mesmo dia, mas ainda falta um jogo para chegar ao sonho que é conquistar o título em Wimbledon. Então, temos de ficar muito focados nesse momento, continuar fazendo o passo a passo. Foi um grande dia. Passamos à final, voltei a número 1, mas agora é acalmar, aproveitar a sexta-feira para dar uma tranquilizada e ir com tudo para a final", acrescentou.

Finalista pela segunda vez no All England Club, o mineiro garante que todo o trabalho que ele e Kubot tiveram até aqui no torneio dão a prova da força da dupla e os deixam ainda mais confiantes por terem superados tais desafios. "Precisamos seguir o que estamos fazendo até aqui, focar o jogo a jogo, e tentar imprimir nosso ritmo desde o começo", finalizou Melo, que na final deste sábado vai enfrentar o austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic.

Cabeças de chave 16, eles deixaram pelo caminho nas quartas de final os croatas Franko Skugor e Nicola Mektic, também em uma batalha de cinco sets, com o placar final de 4/6, 7/5, 7/6 (7-4), 3/6 e 17-15. Curiosamente, eles escaparam de enfrentar qualquer uma das outras parcerias que figuravam entre as principais favoritas até a final, quando enfrentarão os quartos mais bem cotados ao título do torneio.

Comentários