Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Querrey: 'Ainda estou meio em choque, é fantástico'
13/07/2017 às 08h28
Publicidade
Publicidade

Londres (Inglaterra) - Foram necessárias 42 tentativas para que enfim o norte-americano Sam Querrey conseguisse alcançar uma semifinal de Grand Slam. A longa espera acabou nesta quarta-feira, quando ele derrotou um combalido Andy Murray em batalha de cinco sets e garantiu seu lugar entre os quatro melhores de Wimbledon.

"Ainda estou meio em choque, é uma coisa fantástica. Não comecei tão bem, mas não parei de tentar e acabei encontrando meu ritmo no quarto e quinto sets, quando tudo acabou dando certo para mim", comemorou Querrey, que saiu atrás do britânico, perdeu o primeiro s o terceiro sets, mas depois conseguiu ir buscar a virada.

"É um sonho que se torna realidade estar nas semifinais e fazer isso em Wimbledon torna a situação ainda mais especial", declarou o norte-americano, que terá agora pela frente o croata Marin Cilic, que acabou com a festa do luxemburguês Gilles Muller, algoz do espanhol Rafael Nadal na rodada anterior, vencendo também uma batalha de cinco sets.

Derrotado nos quatro confrontos que teve com Cilic, dois deles em Wimbledon, Querrey terá que quebrar essa escrita se quiser ir para a final. "Já tive derrotas duras para ele na grama. Tenho que seguir fazendo o que me trouxe até aqui e quem sabe isso será o suficiente para vencer mais uma", avaliou o norte-americano.

A vitória deste ano sobre Murray não é a primeira grande que já teve no All England Club. Responsável por tirar o sérvio Novak Djokovic no ano passado, o norte-americano acredita que está melhor ainda em 2017. "Neste ano estou me sentindo melhor do que no ano passado. Bater Murray em Wimbledon é uma coisa incrível, fiz uma ótima partida e estou muito feliz neste momento", finalizou.

Comentários