Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Murray destaca movimentação, mas saque preocupa
10/07/2017 às 18h58

Murray tem boa vantagem nos duelos diretos com Querrey

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Garantido nas quartas de final de Wimbledon, Andy Murray tem motivos para comemorar após a boa vitória sobre o francês Benoit Paire. Mas o britânico também sabe no que precisa trabalhar para não sofrer diante do americano Sam Querrey na próxima rodada do Grand Slam britânico.

"Uma das melhores coisas sobre o jogo foi que eu senti como se eu fosse capaz de ler muitos dos golpes dele. Encontrei alguns bons golpes na corrida e ficou difícil para ele fazer muitos winners contra mim", disse Murray após a vitória por 7/6 (7-1), 6/4 e 6/4.

"Essa é uma grande parte do meu jogo. Se eu estiver tendo dificuldades e não me movimentando bem, isso afeta meu desempenho. Talvez mais do que outros caras que não dependem tanto da movimentação", acrescenta o britânico, que não havia aprovado tanto seu desempenho após o jogo com Fabio Fognini na terceira rodada.

O número 1 do mundo agora se prepara para encarar o grande saque de Sam Querrey e sabe que precisará ser muito eficiente em seus games de serviço. "Sam, obviamente, gosta das condições aqui. Ele jogou muito bem no ano passado e teve boas vitórias".

"Ele estará confiante, tem um ótimo saque e vai para a definição dos pontos. Ele é um jogador muito agressivo", avalia o líder do ranking sobre o rival, que chega às quartas em Wimbledon pelo segundo ano consecutivo, sendo o algoz de Novak Djokovic na temporada passada.

"Hoje, eu tive um ou dois games de serviço no primeiro set que não foram dos melhores. Contra ele, isso não pode acontecer. Ele não é um cara fácil de quebrar. Quando ele está vencendo, ele pode sacar bem. Preciso ter certeza de que estou sacando bem e não deixá-lo ditar muito os pontos".

Comentários