Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Murray: 'Foi um jogo bem diferente dos anteriores'
07/07/2017 às 19h39

Britânico diz que não conseguiu se movimentar tão bem quanto nos jogos anteriores

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Depois de superar Fabio Fognini em quatro sets, Andy Murray acredita que não repetiu o mesmo desempenho das duas rodadas anteriores em Wimbledon. Mas o britânico avalia que isso tem mais a ver com a diferença do estilo de jogo do italiano em relação aos primeiros rivais, o cazaque Alexander Bublik e o alemão Dustin Brown.

"Não acho que eu tenha me movimentado tão bem quanto nas minhas duas primeiras rodadas, mas foi uma partida completamente diferente para mim", disse Murray após a vitória por 6/2, 4/6, 6/1 e 7/5. Foi o primeiro jogo em que o britânico perdeu um set no torneio.

"Joguei contra dois caras que davam drop-shots o tempo todo, vindo para a rede, fazendo saque e voleio... Eu não tive muito ritmo depois dos dois primeiros jogos", explicou o atual campeão do Grand Slam britânico.

"Hoje contra o Fabio tive muito mais ralis do fundo de quadra e senti que eu não estava me movimentando tão bem. Não sei se isso tem a ver com meu quadril, mas é algo que espero fazer melhor na próxima rodada", complementou o atual líder do ranking.

Murray também falous sobre a dificuldade de ler os golpes de Fognini e o difícil final de partida, quando precisou salvar cinco set points, evitando que a disputa tivesse mais uma parcial.

"Quando você joga contra um cara que tem todos os golpes como ele, é bem difícil", disse Murray. "Ele gera potência nos golpes com movimentos muito curtos, então é difícil antever quando ele vai bater forte na bola e isso me tirava do meu ritmo".

"Obviamente, o final da partida estava tenso, porque salvei cinco set points. Joguei um game muito apertado para quebrá-lo também no jogo 5/5 e então saquei muito bem para fechar o jogo. Mas foi um dia de altos e baixos. Não acho que era o melhor tênis, estava um pouco tenso hoje, mas consegui passar", acrescenta o britânico que marcou a quarta vitória em sete jogos contra Fognini.

Nas oitavas de final, Murray voltará a enfrentar um adversário que usa muita variação nos golpes, o francês Benoit Paire. "Ele tem um jogo bem diferente da maioria do circuito, é bastante habilidoso, se movimenta bem, aproveita as chances dele e vai para a definição dos pontos".

"Ele pode ter alguns altos e baixos, mas vem jogando muito bem no torneio. Acho que até este ano ele não havia jogado bem na grama e eu não vejo qual é a razão para isso. Nós só nos enfrentamos uma vez e foi um jogo difícil", afirma o britânico, que levou a melhor no único duelo anterior, realizado no ano passado em Monte Carlo.

Comentários