Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Nadal segue sem perder set e iguala marca de 2010
07/07/2017 às 13h58

Nadal não perde um set desde quartas de Roma

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Continua incrível a sequência do espanhol Rafael Nadal, que desde a estreia em Roland Garros não sabe o que é perder um set. Nesta sexta-feira, o canhoto de Mallorca garantiu vaga nas quartas de final de Wimbledon ao derrotar o russo Karen Khachanov por 3 a 0, com parciais de 6/1, 6/4 e 7/6 (7-3), em 2h14.

Na próxima rodada, o espanhol terá pela frente o experiente luxemburguês Gilles Muller, que vem de grandes campanhas na grama nesta temporada, faturando o título no ATP 250 de 's-Hertogenbosch e parando nas semifinais no ATP 500 de Queen's. Ele se garantiu nas oitavas ao bater o local Aljaz Bedene com parciais de 7/6 (7-4), 7/5 e 6/4. Nadal tem cinco vitórias em seis jogos contra Muller.

Ao anotar mais uma vitória em sets diretos, Nadal chega à marca de 28 sets seguidos em Grand Slam, igualando o feito alcançado em 2010, quando ficou sem perder uma parcial sequer entre as quartas de final de Wimbledon e a final do US Open. Esta é a terceira maior marca da história, atrás dos 35 sets seguidos do norte-americano John McEnroe e dos 36 do suíço Roger Federer.

O canhoto de Mallorca busca pela terceira vez faturar Roland Garros e Wimbledon na sequência, algo que apenas o sueco Bjorn Borg conseguiu fazer até então, levantando as duas taças entre 1978 e 1980. Nadal conseguiu vencer os dois torneios em 2008 e 2010 e pode ser o primeiro na história a fazer isso sem perder um set sequer.

Nadal teve um começo de jogo arrasador nesta sexta, venceu os quatro primeiros games, com direito a duas quebras para cima de Khachanov, que conseguiu devolver uma delas, mas em seguida perdeu o saque novamente e mais tarde o primeiro set, que foi definido em apenas 21 minutos. O jogo ficou mais parelho na segunda parcial, ainda assim o russo não conseguiu incomodar o suficiente.

Quebrado já no terceiro game, Khachanov não teve uma chance sequer de devolver a desvantagem e viu sua situação ficar ainda mais complicada. Porém, o russo não esmoreceu e tratou de dar bastante trabalho no terceiro set, se tornando o primeiro desde o austríaco Dominic Thiem, nas quartas de final do Masters 1000 de Roma, a tirar seis games do espanhol. Sem quebras para qualquer um dos lados, a definição foi para o tiebreak, em que Nadal se deu melhor e fechou.

Comentários