Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Chave de duplas em Wimbledon tem seis brasileiros
30/06/2017 às 14h20
Publicidade
Publicidade

Invicto na grama, Melo tenta voltar à final de Wimbledon depois de quatro anos

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Os seis brasileiros inscritos na chave de duplas masculinas em Wimbledon conheceram nesta sexta-feira o caminho para tentar o título inédito para o país. Destaque evidente para Marcelo Melo e Bruno Soares que, ao lado de seus respectivos parceiros estrangeiros, estão invictos na temporada de grama.

Finalista de Wimbledon em 2013, Melo joga ao lado do polonês Lukasz Kubot. Juntos, eles conquistaram os ATP de 's-Hertogenbosch e Halle antes do Slam britânico e chegam em Londres como cabeças de chave número 4. Os primeiros adversários são os holandeses Wesley Koolhof e Matwé Middelkoop.

Passando pela primeira rodada, o mineiro e o polonês podem enfrentar o alemão Philipp Petzschner e o austríaco Alexander Peya ou holandês Robin Haase e o britânico Dominic Inglot. Os cabeças de chave mais próximos são o romeno Florin Mergea e o paquistanês Aisam Qureshi.

Melo e Kubot estão no mesmo quadrante dos cabeças de chave número 1, o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers e da dupla brasileira formada pelos paulistas Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva, que estreiam contra o francês Fabrice Martin e o canadense Daniel Nestor. Ainda na parte de cima, o gaúcho Marcelo Demoliner e o neozelandês Marcus Daniell enfrentam o russo Andrey Kuznetsov e o sérvio Janko Tipsarevic.

Já Bruno Soares e o britânico Jamie Murray, que conquistaram os títulos de Stuttgart e Queen's, são os cabeças 3 do torneio e estreiam contra os tchecos Roman Jebavy e Jiri Vesely. Na segunda fase, podem pintar os argentinos Guillermo Duran e Andres Molteni ou a experiente parceria do australiano Sam Groth com o sueco Robert Lindstedt.

Nas oitavas de final podem pintar o chileno Julio Peralta e o argentino Horacio Zeballos, cabeças 15. Já na fase seguinte, os nomes mais cotados são os sétimos favoritos Raven Klaasen e Rajeev Ram e a forte dupla colombiana de Robert Farah e Juan Sebastian Cabal.

Já o mineiro André Sá, que é finalista de Eastbourne ao lado do indiano Rohan Bopanna, vai jogar em Wimbledon junto do israelense Dudi Sela. A estriea será contra o norte-americano Nicholas Monroe e o neozelandês Artem Sitak. Há possibilidade de encontro com os cabeças 11 espanhóis Marc e Feliciano López na rodada seguinte.

Comentários