Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Murray defende número 1 contra Nadal, Djoko e Stan
30/06/2017 às 13h22

Murray precisa ser finalista para manter a liderança sem depender de outros resultados

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Atual campeão de Wimbledon, Andy Murray terá a missão de defender a liderança do ranking mundial durante sua campanha no terceiro Grand Slam do ano. O britânico está ameaçado por três concorrentes, Rafael Nadal, Novak Djokovic e Stan Wawrinka. Ainda nesta sexta-feira, a ATP confirmou que não existem possibilidades matemáticas de Roger Federer assumir a liderança do ranking em Wimbledon.

Para não depender de outros resultados, Murray precisa chegar à final da competição para permanecer no topo do ranking. Caso contrário, ele precisa torcer para que Nadal não chegue às oitavas e que Wawrinka ou Djokovic não conquistem o título.

No mesmo lado da chave que o britânico, Nadal voltaria ao posto de número 1 do mundo com vaga na final de Wimbledon. Bicampeão, o espanhol não chega à decisão desde 2011 e não disputou a edição passada por lesão no punho esquerdo.

Existem mais três combinações de resultados que possibilitariam a chegada do espanhol à liderança. A primeira seria uma vaga nas oitavas com derrota de Murray na primeira ou segunda fase e sem título para Djokovic ou Wawrinka. Se for às quartas, o espanhol torce para que o britânico caia até as oitavas e que o sérvio ou suíço não vençam o torneio. Outra chance de Nadal seria uma campanha até a semi com eliminação de Murray até as quartas e nada de título para Wawrinka.

Falando em Wawrinka, a conta para ele é a mais fácil. O suíço de 32 anos e atual terceiro colocado no ranking será o novo número 1 se conquistar o único título de Grand Slam que ainda não possui. Seu histórico em Wimbledon, entretanto, é de 18 vitórias e 12 derrotas, sendo que as melhores campanhas foram as quartas em 2014 e 2015.

Já o tricampeão Novak Djokovic, que caiu na terceira rodada no ano passado, precisa ser campeão e ainda torcer para que nem Nadal e nem Murray sejam semifinalistas do terceiro Grand Slam da temporada.

Comentários