Notícias | Dia a dia
Kyrgios: 'Wimbledon é minha maior chance de Slam'
17/06/2017 às 09h59

Kyrgios fez quartas uma vez e oitavas duas vezes em Wimbledon

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - A preparação do australiano Nick Kyrgios para Wimbledon começa na próxima semana, quando disputará o forte ATP 500 de Queen's.  O tenista de 22 anos é um dos mais promissores da nova geração e tem na grama um piso de destaque, a principal delas em 2014 sobre o espanhol Rafael Nadal nas oitavas de final no All England Club. 

É justamente no tradicional torneio britânico que ele acredita poder brigar por seu primeiro Slam. "Eu adoro Londres e sinto que minha maior chance de vencer um Grand Slam é em Wimbledon", disse o australiano em entrevista ao Daily Mail. Sempre irreverente, Kyrgios não esconde que ser tenista profissional nunca foi um sonho de criança. 

"Quando era menor nunca pensei em ser tenista profissional, não era algo que estava na minha cabeça. Podemos dizer que foi acidental", explicou o australiano. "Algumas vezes é divertido, mas outras vezes eu queria estar fazendo outra coisa. Quando estou viajando há momentos em que fica difícil encontrar motivação. Não gosto de longas viagens, na verdade eu as odeio", completou. 

Kyrgios admite que não é o cara mais focado, mas que também não é relapso e faz as coisas que precisa só que ao seu estilo. "Joguei 18 torneios no ano passado e provavelmente fui mal em uns oito deles, mas mesmo assim continuei no top 20. Gosto de ir para quadra e jogar, não sei se as pessoas acreditam em mim. Não encaro as coisas como Raonic, que tem um time enorme ao seu redor e faz tudo certinho, esse não sou eu", falou. 

Desde a eliminação no Australian Open ele está trabalhando com o francês Sebastien Gorsjean, que tem o ajudado bastante ""Gosto do Seb, é um cara que está me ajudando e nos damos muito bem. Para ser honesto eu prefiro não ter um treinador, mas estava cansado de ver as pessoas ao meu lado dizendo que eu precisava de um, por isso escolhi um", contou Kyrgios. 

O australiano fez questão de dizer que apesar de ser um jogador conhecido, não é diferente das demais pessoas. "Odeio as pessoas pensando que sou diferente delas. Apenas jogo tênis, mas sou uma pessoa normal. Adoro passar um tempo com a minha namorada, gosto muito de basquete e jogo videogames", finalizou o atual número 20 do mundo.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis