Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Melo se despede de Roland Garros na segunda fase
02/06/2017 às 09h41

Melo tinha a chance de voltar ao nº 1 em Paris

Foto: Arquivo

Paris (França) - Não durou muito a campanha do mineiro Marcelo Melo em Roland Garros. Nesta sexta-feira o campeão de duplas em 2015 foi eliminado da competição ainda na segunda fase. Ele e o parceiro polonês Lukasz Kubot foram superados pelo norte-americano Ryan Harrison e o neozelandês Michael Venus em três sets, com parciais de 6/4, 6/7 (5-7) e 6/3. 

Cabeças de chave número 4, Melo e Kubot perderam o saque logo no primeiro game da partida, não tiveram chances de devolver a quebra e acabaram superados no set inicial. No segundo, eles foram definir a sorte contra Harrison e Venus apenas no tiebreak, que foi nervoso e disputado, vencido pelo mineiro e o polonês, ganhando assim sobrevida no duelo. 

Melo e Kubot novamente não tiveram chances de quebra no terceiro set, salvaram dois break-points no segundo game e acabaram perdendo o saque no sexto. Isso definiu a vitória de Harrison e Venus, que se garantiram nas oitavas de final e agora terão pela frente os indianos Purav Raja e Divij Sharan, algozes do austríaco Olivier Marach e do croata Mate Pavic com 6/4, 3/6 e 6/4. 

"Eles são perigosos, ganharam de uma dupla dura na primeira rodada. Não tivemos muitas chances, um ponto ou outro acabou definindo e eles foram melhores. Vários cabeças de chaves já caíram, a dupla está muito equilibrada hoje em dia e você tem que estar sempre muito bem preparado e nós estávamos, mas eles sacaram muito bem e não conseguimos pressioná-los", analisou Melo en entrevista ao Bandsports.

Dupla número 1 da temporada, a parceria do mineiro com o polonês corre o risco de deixar a dianteira da corrida. São cinco as duplas que podem sair de Roland Garros na primeira colocação, com destaque para os irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan, os mais bem colocados nesta lista, que tem também o mineiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray, que venceram nesta sexta. Além de ter a liderança da corrida para o ATP Finals ameaçada, Melo também deixou escapar a oportunidade de voltar a ser o melhor do mundo nas duplas.

Comentários