Notícias | Dia a dia | Roland Garros
'Já esperava por um jogo difícil', afirma Murray
01/06/2017 às 15h14

Após jogo duro na segunda rodada, britânico se prepara para enfrentar Delpo

Foto: Divulgação

Paris (França) - Depois de virar o jogo contra o eslovaco Martin Klizan para avançar à terceira rodada de Roland Garros, Andy Murray afirma que já esperava que já teria uma partida muito difícil nesta quinta-feira e fez questão de enaltecer pontos fortes de seu adversário.

"Eu já esperava que fosse um jogo difícil", disse Murray após a vitória por 6/7 (3-7), 6/2, 6/2 e 7/6 (7-3) sobre Klizan. "Ele é um jogador agressivo, tem um forehand muito potente e pode fazer winners de qualquer lugar da quadra".

"Mas, à medida que o jogo continuava, comecei a usar bolas mais fundas e ditar os pontos", avaliou o britânico não teve o saque quebrado no segundo, nem no terceiro set e só enfrentou um break point na quarta parcial.

"Às vezes, você acha que fez um bom golpe e ele, que tem um poder inacreditável de sair de posições muito defensivas, faz winners. É muito difícil jogar com ele", argumenta o britânico que fez 41 winners na partida, contra 57 de Klizan, que liderou nos erros por 67 a 29.

O número 1 do mundo saiu de 2/5 no quarto set, quebrando quando o rival sacou para empatar a partida. "Eu certamente não ia querer jogar um quinto set. No final, alguns pontos foram muito divertidos e a atmosfera era ótima, como sempre acontece aqui".

Murray agora se prepara para enfrentar Juan Martin del Potro, contra quem tem seis vitórias e três derrotas. "Juan Martin está jogando melhor do que o seu ranking mostra. Ele voltou de lesão e ele teve muitas chaves difíceis este ano".

O argentino é número 30 do mundo e fez seis jogos contra top 10 na temporada, vencendo apenas um. "Ele jogou contra Novak algumas vezes e enfrentou um monte de top 10 no início dos torneios. Mas ele está jogando bem este ano e será uma partida difícil".

Comentários