Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Kerber é dominada e perde de novo na estreia
28/05/2017 às 09h21

Kerber também havia caído na estreia no ano passado. Alemã venceu só dois jogos na temporada de saibro

Foto: Divulgação

Paris (França) - Pelo segundo ano seguido, Angelique Kerber não passou da estreia em Roland Garros. Com um sorteio que era duríssimo aliado à temporada de maus resultados, Kerber foi dominada pela russa Ekaterina Makarova, ex-top 10 e atual 40ª do ranking, por 6/2 em apenas 1h22 de partida. 

Número 1 do mundo por conta dos grandes resultados obtidos no ano passado, como o título do US Open e as finais de Wimbledon, do WTA Finals e de Cincinnati, Kerber faz uma temporada irregular é apenas a 13ª no ranking do ano, alcançando apenas uma final, em Monterrey.

Durante a temporada de saibro, a canhota de 29 anos perdeu nas estreias de Stuttgart, Roma e Roland Garros. Ela chegou a vencer dois jogos em Madri, mas abandonou a partida contra Eugenie Bouchard nas oitavas por lesão na parte posterior da coxa esquerda.

Esta é a primeira vez que uma cabeça 1 é eliminada na estreia de Roland Garros. Até então, as eliminações mais precoces haviam acontecido na segunda rodada, com Justine Henin em 2004 e Serena Williams em 2014.

Desde o começo do jogo era notável a falta de confiança de Kerber em seu saque, nos golpes e sua reconhecida dificuldade para movimentação no saibro. A líder do ranking foi quebrada logo de cara e voltou a perder o saque no quinto game e não aproveitou dois break points que teve quando Makarova sacou para o set. 

A russa largou com 3/0 e duas quebras no segundo set. Mesmo perdendo dois games de serviço na parcial, Makarova não teve a liderança ameaçada. Isso porque Kerber venceu apenas onze dos 31 pontos jogados com o próprio saque e não conseguiu confirmar nenhuma vez no set. 

Aos 28 anos, Makarova consegue sua 24ª vitória sobre top 10 na carreira e a quinta na temporada. A canhota russa enfrenta na segunda rodada a vencedora do duelo ucraniano entre Lesia Tsurenko e Kateryna Kozlova.

Comentários