Notícias | Dia a dia
Djokovic volta a destacar lado mental da vitória
20/04/2017 às 17h53

Sérvio venceu dois jogos apertados durante a semana em Mônaco

Foto: Divulgação

Monte Carlo (Mônaco) - Após conseguir mais uma vitória apertada no Masters 1000 de Monte Carlo, Novak Djokovic voltou a destacar a importância que jogos como este têm para que ele ganhe confiança. Entretanto, o sérvio estava ciente dos sinais de irregularidade após dois jogos no saibro monegasco.

"Foi uma partida parecida com a primeira, contra o [Gilles] Simon. Eu comecei bem, joguei um tênis muito sólido, venci o primeiro set e consegui uma quebra. Tudo vinha funcionando muito bem até que eu perdi cinco games seguidos", disse Djokovic após vencer o espanhol Pablo Carreño Busta por 6/2, 4/6 e 6/4.

"Perdi também o controle do jogo de fundo de quadra e comecei a fazer mais erros não-forçados. Pablo é um lutador, gosta de jogar no saibro e teve seus melhores resultados neste piso", disse a respeito do espanhol de 25 anos e 19º do ranking.

"No fim das contas, foi uma boa vitória, principalmente pelo lado mental. Eu estive muito perto de perder o jogo", avaliou o sérvio que salvou dois break points quando o último set estava empatado por 4/4.

"Eu mesmo me coloquei naquela situação. Quando eu vencia por 4/2, eu tive 40-15 e permiti o empate. Depois errei um voleio fácil com o backhand e um smash no break point", lembrou o bicampeão do torneio. "Mas essas coisas acontecem. No saibro, você sempre espera que uma bola volte para a sua quadra, ainda mais se você enfrenta alguém que joga bem neste piso, como o Pablo".

Em busca de um lugar na semifinal em Monte Carlo, Djokovic enfrenta o belga David Goffin por volta das 9h (de Brasília) desta sexta-feira. O número 2 do mundo levou a melhor nos cinco jogos anteriores contra o rival de 26 anos e 13º colocado e perdeu apenas um set.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis